Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Pandemia motiva reforma no plano de governo de Caiado

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 26 de junho de 2020

A minirreforma encaminhada por Ronaldo Caiado (DEM) à
Assembleia Legislativa conclui processo de alterações de auxiliares feitas a
conta gostas, seja por motivo de desincompatibilização para a eleição municipal
ou por opção do democrata, mas inicia simultaneamente o processo de readequação
do plano de governo apresentado e aprovado no pleito de 2018. O próprio
governador adianta que a pandemia de Covid-19 estabeleceu novos parâmetros para
as metas e objetivos da gestão. “Estamos revendo a posição. O que é um plano de
governo? É aquele com que fui candidato em 2018 ou o plano de governo agora,
diante dos novos desafios que surgem?”, questionou Caiado na apresentação do
projeto já enviado à Alego. A readequação, segundo garante o governador, será
debatida também com o Poder Judiciário e o setor produtivo do estado, além da
articulação junto aos deputados estaduais.

Apoio social

O governo pretende redimensionar a estrutura de estado para
“diagnosticar e prever antecipadamente” como tratar milhões de pessoas, que
precisarão de oportunidade de emprego ou uma política social pelo “braço do
estado”.

Continua após a publicidade

Operação abafa

A única assinatura que falta para a criação da CPI dos
Grampos na Alego passou a ficar ainda mais distante da caneta da oposição. É
que Caiado tratou as acusações diretamente como “assunto encerrado” e “matéria
vencida”.

Dependência

Apesar do crescimento no início do ano, a oposição conta, no
máximo, com 13 assinaturas e ainda depende de um governista para abrir a
investigação.

Serviço público

O TCE e Controladoria Geral da União localizaram 6.488 servidores,
estagiários, terceirizados, inativos ou contratados pelo governo estadual na
lista dos beneficiários do auxílio emergencial concedido pelo governo federal.

Aos custos

As regras do programa já definem que agentes públicos com
contratos ativos são inelegíveis para o benefício. Considerando os valores
efetivamente pagos até agora, o prejuízo aos cofres públicos seria de R$ 8,3
milhões.

Ampliação

Servidores públicos municipais, levantados antes pela CGU em
parceria com o Tribunal de Contas dos Municípios, também foram beneficiado e
receberam R$ 27,5 milhões.

Insistência

Depois de gestão mal avaliada entre 2012 e 2016 e um amargo
terceiro lugar na tentativa de reeleição, o ex-prefeito de Senador Canedo,
Misael Oliveira, recebeu aval do PDT para nova pré-candidatura na cidade.

Lá e cá

Alvo de operação no Rio de Janeiro, a Organização Social ‘Instituto dos Lagos Rio’ administra
o hospital de campanha de Águas Lindas e
foi selecionada para o de São Luis dos
Montes Belos e as Policlínicas
de Posse, Quirinópolis e Goianésia.

CURTAS

– O deputado Eduardo Prado (DC) enviou pedido ao governo
para criação de linha emergencial de crédito para a rede privada de ensino.

– A família Berquó, tradicional no ramo do direito em Goiás,
deve lançar Marco Berquó, de 19 anos, para vereador neste ano.

– A Assembleia
Legislativa de Goiás aprovou projeto Organização Judiciária do TJGO, com
extinção e criação de comarcas.