Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Partido de Bolsonaro é suspenso em Goiás pelo TRE

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 18 de abril de 2018

O Partido Social Liberal (PSL) está com atividades suspensas
decisão do juiz Jesus Crisóstomo de Almeida, do Tribunal Regional Eleitoral
(TRE), por conta da não prestação de contas referentes ao ano de 2015. A falha
foi cometida pela gestão anterior da sigla, que ainda comandada à época por
Benitez Calil, mas as consequência serão arcadas pela atual direção, que tem o
deputado federal delegado Waldir Soares como comandante em Goiás e o
pré-candidato à presidência da República, deputado federal Jair Bolsonaro, no
posto nacional. A decisão impede o recebimento de quaisquer recursos
provenientes do fundo eleitoral ou partidário “até que cesse a inadimplência”.
O partido ainda tem suspensa a própria anotação da direção regional em Goiás, o
que impede a realização de qualquer atividade política de forma oficial, mesmo
as de preparação para a campanha. “O órgão partidário fica obrigado a devolver
integralmente todos os recursos provenientes do fundo partidário que lhe for
entregue, distribuído ou repassado”, conclui o juiz.

Obras paradas

Continua após a publicidade

O vereador Eduardo Prado (PV), relator da CEI das Obras
Paradas, pediu a convocação dos proprietários das construtoras que eram
responsáveis pela execução de 13 Cmeis, em Goiânia. Todos estão paralisados.

Cofres em falta

Segundo o parlamentar, as empresas abandonaram os trabalhos
após decretarem falência. O prejuízo causado ao Paço é de pelo menos R$ 20
milhões, de acordo com cálculos da própria Comissão de Inquérito.

Tucanos mostram
divisão

A bancada estadual do PSDB assinou e apresentou ontem nota
de repúdio contra o presidente regional da sigla, deputado federal Giuseppe
Vecci. A manifestação só não foi assinada pela deputada Eliane Pinheiro e
mostra a insatisfação dos parlamentares com a alegada “falta de habilidade” do
dirigente. “Temos que ser consultados quando são tomadas decisões sobre o
comando do partido nos municípios que a gente representa. A direção foi
trocada, de forma arbitrária, em Goiandira, Campo Alegre, Cumari e Ouvidor”,
explica o líder da bancada, Gustavo Sebba, que puxou a nota de repúdio e contou
com o apoio dos colegas. “É a minha base eleitoral, em Catalão, mas há relatos
de deputados aqui que também viveram isto em outros municípios”, alega. Vecci não
se manifestou sobre a nota de repúdio. Na resolução em que foi determinada a
intervenção nas cidades, a argumentação se baseia na necessidade de “estruturar
o PSDB em todos os municípios” para as eleições deste ano e que comissões estão
em situação de “inatividade”.

CURTAS

Insatisfação ­
Do presidente José Vitti, sobre a nota de repúdio: “Nada contra o Vecci, mas
dirigentes que são candidatos nem sempre colocam o partido como prioridade”.

Sinalização – O
presidente da Câmara e ex-secretário da SMT, Andrey Azeredo (MDB), teve
requerimento aprovado para que a prefeitura reforme ciclorrotas e ciclofaixas.

Liberado – Maioria
de votos na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou a
elegibilidade do ex-senador Demóstenes Torres (PTB).

Ainda janela

O 17º deputado estadual a confirmar troca de partido na
janela foi Marlúcio Pereira, que deixou o PSB e se filiou ao PRB. Com base
eleitoral em Aparecida de Goiânia, o parlamentar foi eleito pelo PTB.

Defesa

O parlamentar reconhece a pressão junto ao presidente da
sigla, João Campo, por aliança com o DEM, de Ronaldo Caiado. “Mas há também
articulação para permanência na base. Espero o apoio a José Eliton”, diz.

No bolso

Tramita na Assembleia projeto enviado ainda por Marconi
Perillo que pretende reduzir de 35% para 15% a alíquota de ICMS sobre o
transporte intermunicipal. Não prevê nada sobre redução também da tarifa
cobrada do passageiro.

Emenda

O deputado Luis Cesar Bueno (PT) questiona a proposta e
apresentou emendas para que a redução tenha impacto positivo ao usuário. “Não
se pode apenas beneficiar os empresários de um setor que não tem licitação há
60 anos”, exclamou.

Comentarista

Fora da PGR há oito meses, o procurador Rodrigo Janot segue
comentando fatos da Lava Jato pelo Twitter. Sobre a aceitação da denúncia
contra Aécio Neves (PSDB), resumiu: “O discurso vazio que tentava invalidar
tudo isso virou sal na água”.

Na disputa

Pré-candidato a deputado estadual, Rafael Lousa (PSDB) foi
um dos 135 selecionados no Brasil do programa Renova BR e está, desde o final
de semana passado, fazendo curso de formação política, em São Paulo.