Coluna

PP e Republicanos voltam falar em federação, mas sem o UB

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 30 de maio de 2024

Desde o ano de 2023, especulava-se que PP, União Brasil e Republicanos poderiam se juntar numa federação, assim, seriam uma força política capaz de mudar votações. A ideia conceitual era que as três legendas juntas, seriam um bloco monolítico com votos suficientes para mudar a correlação de forças no Congresso. Mas, até o momento, a ideia continua só nos planos das lideranças das siglas. No entanto, na edição desta quarta-feira (29) a coluna política Painel, da Folha de S. Paulo regista que “A federação formada por PP e Republicanos, deve ser anunciada logo após as eleições municipais”. Não cita o UB e dá a entender que a legenda de Ronaldo Caiado não está inclusa na possível federação. A Xadrez foi checar essa possibilidade, mas “não tem nada concreto”, conforme relatou um deputado federal do PP. De acordo com ele, nesta terça-feira (28), conversou com o presidente do Republicanos, deputado federal, Marcos Pereira (SP), que disse ser só tratativas, mas que após a eleição municipal e início de 2026, pode ter um quadro melhor do cenário político selar um acordo. Entre deputados, é consenso que Pereira está de olho na eleição para presidente da Câmara, onde é vice e quer conquistar a vaga de Arthur Lira (PP-AL). Quanto ao UB, a expectativa no diretório estadual de Goiás, é que as três legendas estejam juntas em 2026.

Marcos Pereira quer apoio do PT

Todo esse pano de fundo é para camuflar a estratégia do presidente do Republicanos, Marcos Pereira, que acena para o PT de Lula na busca de apoio à sua eleição para presidente da Câmara em fevereiro de 2026. O fato de não incluir o UB na federação entre PP e Republicanos, é devido a Ronaldo Caiado ter anunciado sua pré-candidatura a presidente da República. Por conta disso, se o UB estivesse junto com o Republicanos, Pereira não teria o apoio dos petistas.

Continua após a publicidade

PSDB na vice

O presidente nacional do PSDB, Marconi Perillo, esteve em Rio Verde e acertou com o pré-candidato a prefeito, Osvaldo Fonseca (Republicanos) a indicação do vice na sua chapa. “Temos bons nomes à disposição da chapa de Osvaldo. Não vou citar, mas qualquer um deles que for escolhido, vai agregar votos”, disse Marconi à Xadrez.

Fartura de nomes

Marconi não citou ninguém, mas o PSDB tem quatro nomes à disposição: o empresário rural José Carlos Cintra, a presidente do PSDB municipal, Vanda Rizia, a também empresária, Jacqueline Zaiden e o construtor de casas, Nilton Dias. Entre lideranças de oposição e formadores de opinião, é dada como certa a indicação de José Carlos Cintra. A conferir.

Dia livre de tributos
O vereador Lucas Kitão (UB) cedeu metade do tempo de sua fala na Câmara para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem Goiás (CDL Jovem), Eberth Motta, nesta quinta-feira (29). Os dois defenderam o Dia Livre de Impostos (DLI), marcado para a próxima quinta-feira (6), quando empresários e lojistas não vão repassar os valores referentes aos impostos para os consumidores, com descontos que podem chegar a 70%.

Nada mal

De acordo com o Ministério da Agricultura, os financiamentos privados para o agronegócio ultrapassaram a cifra de R$ 1 trilhão. Essa montanha de recursos representa um avanço de 22% em relação a março. Chama a atenção também, o aumento, em 12 meses, de 174% do patrimônio líquido dos fundos de investimento agroindustriais.