Coluna

Presidente do PTB em Goiás descarta dissolução do diretório

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 19 de maio de 2021

O movimento do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, de alinhar a legenda nos Estados, por intervenção ou dissolução, num mesmo discurso, para atrair o presidente Jair Bolsonaro, para disputar pelo partido a reeleição em 2022, não deve chegar a Goiás. É o que disse à coluna o presidente da comissão provisória, Eduardo Macedo. “O partido, em Goiás, está alinhado com o presidente Roberto Jefferson, e o diretório segue as diretrizes nacionais”, garante Macedo. O manda-chuva do PTB nacional tem promovido um ‘limpa’ nos diretórios estaduais. No Tocantins, foi indicado o empresário Alex Kawano muito ligado ao ‘Siqueirismo’. 

Pelo DF 

No Distrito Federal, Jefferson destituiu Jaqueline Silva e colocou em seu lugar uma dupla eclética de cristãos: ‘apóstolo’ neoevangélico da Igreja Mistério da Fé, Said Faraj, e o advogado católico pró-vida, Paulo Fernando Melo. 

No vácuo  

Na ausência do diretório estadual do PSDB, coube ao deputado tucano Talles Barreto discutir com a vereadora Aava Santiago, presidente do metropolitano, os rumos do partido, em Goiânia  

Confronto  

A dificuldade do líder do Governo, Bruno Peixoto (MDB), em conduzir a votação de projetos do Executivo tem tido reflexo retidos na pauta da Assembleia Legislativa. No caso da doação de áreas do Estado à Codego, a proposta foi retirada de pauta. Peixoto está reavaliando estratégia. 

Por Anápolis 

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP) tem falado a interlocutores que não tem projeto político para disputar vaga ao Senado na chapa a ser encabeçada por Ronaldo Caiado. Mesmo tendo se cacifado após a reeleição. Mas diz que gestão é prioridade. 

Passou batido 

No encontro do PSD, o nome de cristão-novo Henrique Meirelles quase não veio à tona. Quem mais se sobressaiu, mesmo sem estar presente, foi o presidente da Alego, Lissauer Viera (PSB), que deve se juntar ao partido. 

Para depor 

Depois de instalada, A CEI da Enel marcou para amanhã, na Câmara de Goiânia, a primeira reunião para definir os rumos dos trabalhos e definir quem será convocado para depor nas próximas semanas. 

Agora não  

Entre sorrisos, Iris Rezende negou ontem interesse em compor chapa do Governo para 2022, em evento na Acieg. Mas como ele só decide de véspera, é esperar para ver se a negativa vai persistir lá na frente. Nos pleitos anteriores foi assim. 

Novo foco 

Chegou à CPI da Covid, no Senado, levantamento do procurador-geral da República, Augustos Aras, sobre investigações de gastos dos Estados na pandemia, que estão em curso no STJ. 

CURTAS 

– A trilha do Caminho de Cora Coralina vai receber R$ 2 milhões em sua infraestrutura, em todo o seu percurso, informa o secretário da Indústria e Comércio José Vitti. 

– Quem concorda com o voto auditável é defensor de eleições mais seguras, pontua o deputado e presidente do diretório do Republicanos, João Campos, seguindo a mesma linha do presidente Jair Bolsonaro. 

Compartilhe: