Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Coluna

Quórum na Alego dependerá de chamada de Caiado

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 02 de setembro de 2020

Com pelo menos 15 deputados com pré-candidaturas lançadas
para as eleições municipais, a base do governador Ronaldo Caiado na Assembleia
Legislativa, apesar de majoritária, precisará se esforçar para manter quórum na
Casa. A preocupação é com o período posterior às convenções, a partir de quando
os parlamentares serão candidatos confirmados e deverão focar nas campanhas. “É
um fato que toda eleição diminui o quórum na Casa. Onipresente somente Deus.
Nós, seres humanos, não conseguimos estar em mais de um lugar ao mesmo tempo”,
afirma o pré-candidato em Jataí, Zé Carapô (DC). “Quando tiver a necessidade de
uma maioria qualificada, o líder e o próprio governador chama sua base,
enviando para gente as matérias com antecedência. Quando houver essa convocação
do líder ou do governador, a base estará pronta”, adianta o vice-líder da base.

Por enquanto…

O presidente da Alego, Lissauer Vieira (PSB), comemorou o desempenho
da primeira sessão híbrida. Oito parlamentares acompanharam os trabalhos presencialmente
no plenário. Ao todo, o quórum chegou a 36.

Continua após a publicidade

Poluição sonora…

A Justiça barrou lei editada em Goiânia que previa aumento
dos níveis permitidos de decibéis em várias situações. A decisão atende ação do
Ministério Público, que questionou a constitucionalidade da norma.

… agendada

Manifestação pela candidatura de Iris Rezende, com
#FicaIris, planeja carreata com “buzinaço” amanhã, às 16h, com concentração no
estacionamento do Serra Dourada.

Ponto chave

A formação da chapa do prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha
(MDB), é primeiro passo – e decisivo – na construção de aliança em Goiânia. A
filiação do vice Véter Martins ao PSD selava parceria com o MDB, que foi
enterrada na última semana.

Tabuleiro

É que os sinais de Maguito e Daniel Vilela para conversa com
o DEM, após aposentadoria de Iris Rezende, cancelaram alinhamento anterior
iniciado com Vanderlan por unidade dos partidos na oposição em 2022.

Como fica?

Enquanto todos aguardam novos movimentos do prefeito de
Goiânia, a vaga de vice em Aparecida de Goiânia segue, em tese, reservada para
um caiadista.

Vice de quem?

Pré-candidatos em Goiânia intensificaram conversas sobre
possível convergência e ocupação das vagas de vice. Neste processo, o vereador
Paulinho Graus tem sido cortejado por siglas que estão de olho no apoio do PDT
em 2022.

Rachadura

A questão é que direções estadual e metropolitana do partido
mantêm divergência sobre a postura em relação ao governo estadual e, o que for
prometido agora, poderá não ser entregue na próxima eleição, daqui dois anos.

CURTAS

– Goiânia alcançou o primeiro lugar no ranking de
transparência sobre a pandemia, pela ONG Transparência Internacional.

– A capital obteve nota 99, em escala de 0 a 100, com
categoria “ótimo”, junto com Macapá (AP), Vitória (ES) e João Pessoa (PB).

– O PV entrou com ação no STF para impedir a entrada das Forças
Armadas em reservas e terras indígenas da Amazônia Legal.