Coluna

Rescisão do contrato da Enel volta ao debate na Alego

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 13 de outubro de 2021

Um mês após Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ter aprovado, em caráter excepcional, por conta do período de escassez hídrica a recomposição temporária do custo variável Unitário da termelétrica em Aparecida de Goiânia, que o consumidor vai sentir no bolso, a Alego retoma a discussão sobre o processo de encampação do serviço público de distribuição de energia, hoje a cargo da Enel Goiás. O debate, aberto pelo deputado Alysson Lima (SD), e acompanhado, por exemplo, por Amauri Ribeiro (Patriota) e Paulo Trabalho (PSL). O projeto, que tramita na Casa, de autoria de Bruno Peixoto (MDB) e Lissauer Vieira (PSB), já passou pelas Comissões Mista e CCJ, está pronto para ser votado em plenário. 

Pane frequente 

A insatisfação dos deputados é com os frequentes cortes de fornecimento de energia elétrica em residências, empresas e propriedades rurais, incluindo o aumento da tarifa. 

Tempo curto  

Faltando pouco mais de dois meses para o recesso de fim de ano, o 1º secretário da mesa diretora, Álvaro Guimarães (DEM), chamou a atenção dos colegas para os mais de 1,2 mil processos de deputados já aprovados pela CCJ, e que falta aprovação no plenário. 

Articulação  

Líder do Podemos, na Câmara de Goiânia, Ronilson Reis articulou reunião de 14 vereadores com o prefeito de Aparecida de Goiânia, das mais variáveis ideologias, de esquerda, centro e direita. Fecharam pré-acordo de apoio ao prefeito. 

Cabresto no MP 

Promotores e procuradores do Ministério Público de Goiás se juntarão a colega de todos o país, hoje, e na sexta-feira, em manifesto contra a chamada PEC da Vingança, pela atuação do órgão em denúncias contra políticos corruptos. A proposta é vista como aparelhamento político do Conselho Nacional do MP. 

PIB em queda 

Pelas considerações feitas pelo secretário da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), em 2019, de que o ministro Paulo Guedes estava no caminho certo, o seu ponto de vista mudou, a julgar pelas suas análises, diante da escalada da inflação e da carestia, e a paralisação das reformas em ano pré-eleitoral. 

Termômetro  

Como a definição do nome que irá compor a vaga ao senador na chapa governista às vésperas das convenções, ganha força a defesa feitas pelos deputados federais Zacharias Calil (DEM) e Delegado Waldir Soares (PSL), de escolha por meio de pesquisa. Quem tiver melhor colado, leva a vaga. 

Liberação  

A decisão da prefeitura de Goiânia de iniciar a vacinação de crianças acima de 12 anos, foi referendada pelo Supremo Tribunal Federal, após liminar do ministro Ricardo Lewandowski, que reconheceu competência de estados e municípios para imunizar adolescentes. 

PSD sem PT 

Não vingou a tentativa de Lula, em selar aliança nacional com o PSD. Dirigente nacional da legenda disse não, considerando o posicionamento regional do partido, a exemplo de Goiás,0 que ainda não fechou acordo sobre aliança em 2022. Sabe-se que não será com o PT. 

CURTAS 

– Ao contrário do que defendia o Partido Verde, a escolha de reitores e vices de universidades federais, pelo presidente da República, continuará recaindo sobre um dos que compõem a lista tríplice, e não apenas o mais votado, como pedia a ação direta de inconstitucionalidade do PV. 

– O governador Ronaldo Caiado tem agenda hoje em Padre Bernardo, para entrega de cartões do programa Mães de Goiás, e de chromebooks para estudantes. 

Compartilhe: