Coluna

Salário do presidente do PROS chama atenção pelo alto valor

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 14 de setembro de 2021

Depois do afastamento da presidência do diretório nacional do PROS, em janeiro de 2020, e retorno dois meses depois, o goiano Eurípedes Júnior provoca mais um reboliço no partido. Desta vez, é com a repercussão de que ele próprio incluiu seu nome na folha de pagamento da sigla, com salário mensal de quase R$ 29 mil, bem acima do que recebem governadores e pouco menos da remuneração do presidente da República. A remuneração de dirigentes partidários é permitida, dinheiro que vem do Fundo Partidário. A destituição de Eurípedes Júnior do partido, à época, se deu depois de acusação de desvio de dinheiro do fundo partidário, além de lavagem de dinheiro. 

Conspiração  

Em nota, o PROS diz que Eurípedes Júnior nunca foi afastado do cargo e que ouve invasão à sede do partido, por dois ex-membros do diretório que arquitetaram plano frustrado de golpe. 

Dando cartas 

Defensora da candidatura do prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), a deputada federal Magda Mofatto (PL) recebeu aval do presidente nacional do partido para definir coligações para 2022. 

Em Anápolis 

De saída do PSDB, o deputado federal Célio Silveira foi a Anápolis para um café com o presidente do MDB local, Márcio Corrêa, e discutir os rumos da política goiana. Corrêa é pré-candidato a deputado estadual. 

Conselheiro  

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, foi procurado pelo relator da CPI da Pandemia, Renan Calheiros, para que se manifestasse sobre o relatório final. Sugeriu a retirada  das mãos do presidente da Câmara o poder de arquivar o relatório ou enviá-lo ao plenário. 

Novos aliados  

Depois de sua aproximação com a base aliada de Ronaldo caiado, na Alego, o tucano Talles Barreto vai se movimentando rumo a eventuais aliados, como é o caso do prefeito de Senador Canedo, Fernando Pellozo (PSD), aliado do senador Vanderlan Cardoso, do mesmo partido. 

Retaguarda  

Por iniciativa do prefeito Rogério Cruz, os vereadores terão suporte técnico durante a tramitação do novo Código Tributário de Goiânia. Grupo foi constituído ontem.

Vai zerar  

Mais uma enrascada para o ex-prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin (PSD), com mais uma ação civil pública do MP contra ele. Vai ficar com conta raspada, já que foi pedido bloqueio de R$ 4,6 milhões, por improbidade administrativa. 

MPF x UFG 

A procuradora da República em Goiás Mariane Mello Oliveira não desiste. Ela recorreu ao TRF1 para obrigar a UFG a retomar aulas híbridas, até o fim deste mês de setembro. A reitoria da instituição resiste. 

CURTAS 

– Os atletas goianos que participaram das Paralimpíadas de Tóquio serão recebidos hoje pelo governador Ronaldo Caiado, às 10h, no Palácio das Esmeraldas. 

Compartilhe: