Coluna

Sobre Caiado, Baldy diz que tudo pode acontecer em 2022

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 09 de março de 2021

Venceslau Pimentel

O
secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo e presidente do
Progressistas em Goiás, Alexandre Baldy, disse à coluna que o fato de ter
colocado o partido à disposição do governador Ronaldo Caiado (DEM), após
distanciamento político entre os dois, não significa um sinal claro de aliança.
“Reforço que não é hora de falarmos em campanha. Temos um cenário muito
delicado e desafiador”, pontua, informando que esteve em Brasília com o
presidente nacional da legenda, Ciro Nogueira, pedindo ajuda na área da saúde
para os prefeitos goianos do partido. “Campanha eleitoral só em 2022 e reitero
que, lá, tudo pode acontecer”. Questionado se havia reciprocidade da parte do
governador, Baldy tergiversou. “Olha, o importante é nos colocarmos à
disposição. Como mencionei, o momento é para união”.

Pressão 

O atrito
entre os dois teve como estopim a cobrança feita por Baldy, para que Caiado se
posicionasse claramente sobre a eleição na Câmara dos Deputados,
especificamente em apoio ao parlamentar Arthur Lira (PP), candidato do Palácio
do Planalto. 

Na
base 

Na
Assembleia Legislativa, os deputados do Progressistas, Coronel Adailton e
Rafael Gouveia, se mantêm fiéis à base de apoio ao Governo, independente da
turbulência momentânea que envolve a cúpula da legenda.

Torcida

Ex-vereador
em Goiânia e o presidente do PMB (Partido da Mulher Brasileira), Santana Pires,
não esconde o seu entusiasmo diante da possibilidade de o presidente Jair
Bolsonaro (sem partido) ingressar no partido. Assim como o PSL, o PMB aposta no
crescimento da legenda para 2022. 

Caso
extremo 

Se
necessário, a Alego convocará os deputados, caso haja necessidade de votar
algum projeto de relevância, em particular, do Governo, é o que afirma o
presidente Lissauer Vieira (PSB). Já quanto ao retorno dos trabalhos, não há
previsão, por causa do crescimento da pandemia. 

Alegria
contida

Mais do
que comemorar a decisão do ministro do STF, Edson Fachin, de anular todas as
condenações de Lula, o deputado federal petista Rubens Otoni diz que é óbvio
que 
o ex-juiz Sergio
Moro e a Justiça do Paraná não tinham amparo legal para julgar o
ex-presidente. 

Alvoroço

De todo modo, a absolvição de Lula animou e renovou os ânimos do
PT goiano, de lançar candidato a governador, em 2022. Com Lula candidato, pelo
menos por enquanto, a leitura é de que impulsiona o nome que o partido vier a
lançar em Goiás. 


retórica 

Ex-primeira-dama
de Goiânia, Iris de Araújo disse lamentar que a maior homenagem que as próprias
mulheres poderiam se prestar seria se juntar e trabalhar pelo aumento do número
das mesmas nos Parlamentos. 

Para
Caldas

Em meio à
corrida por vacinas contra a Covid-19, a deputada federal Magda Mofatto (PL)
anuncia que destinou R$ 2,5 milhões em emendas para a compra de 40,7 mil doses
de imunizantes para vacinar a população de Caldas Novas. 

Distanciamento 

Em
analogia às regras recomendadas pelos organismos de saúde, de evitar
aglomerações, o Patriota, age da mesma forma, após a filiação do ex-prefeito de
Trindade, Jânio Darrot. Quer manter distância do PSDB nas eleições de
2022. 

CURTAS 

Prefeito de Senador Canedo, Fernando Pellozo (PDS), com sintomas de
Covid-19, vem sendo ironizado por vereadores que defendiam medidas restritivas
ao funcionamento do comércio.

Compartilhe: