Coluna

Vanderlan não cogita presidir o PP

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 17 de novembro de 2018

Campeão nas urnas na disputa ao Senado,
com 1,7 milhão de votos, Vanderlan Cardoso (PP), não cogita presidir o
diretório estadual do partido, hoje sob o comando de Alexandre Baldy. Ele
considera que o ministro das Cidades vem desenvolvendo um bom trabalho na
direção partidária e deve continuar na presidência também em 2019. O
ex-prefeito de Senador Canedo sustenta que mantém uma boa relação com Baldy e
que vai colaborar com ele. Desde o dia seguinte ao da eleição, com o resultado
das urnas em mãos, o senador eleito vem se movimentado, em Goiás e Brasília,
para concretizar as propostas apresentadas durante a campanha eleitoral. Esse é
o foco neste momento. Ao mesmo tempo, Vanderlan tem percorrido o estado para
agradecer os votos recebidos. O pepista também tem acompanhado parte da agenda
do ministro, e já chegou a representá-lo em uma delas.

Na luta

Vanderlan já mostra serviço antes mesmo
de assumir o Senado. Encampou campanha contra o aumento do valor da tarifa da
energia elétrica, anunciado pela Enel. Ele comemora o resultado.

Experiência

O senador eleito usa agora sua
experiência de prefeito para uma nova missão, 18 anos depois de deixar a
administração de Senador Canedo em março de 2010 para disputar o governo.

Iris vê ilegalidade em convênio com
Saneago

O prefeito Iris Rezende (MDB) vetou
parcialmente projeto de lei aprovado pela Câmara de Goiânia, que autoriza a
prefeitura a celebrar convênio com o Governo do Estado, por intermédio da
Saneago. A proposta visa regularizar o abastecimento de água. Iris salienta que
a propositura, ao autorizar a celebração do convênio, impõe a prestação
obrigatória dos serviços de abastecimento de água aos imóveis em que o serviço
estiver disponível. Ele vetou três artigos do projeto, sob o argumento de que
há incompatibilidade com o princípio da separação dos poderes, tendo visto o
mesmo estabelecer prazo para a regulamentação da normativa. Os demais quatro
artigos foram mantidos pelo prefeito. Agora cabe aos vereadores votarem pela
manutenção ou derrubada do veto, que deve ao plenário nos próximos dias.

Com cartão

Como forma de facilitar a vida do
contribuinte, o vereador tucano Anselmo Pereira quer que a prefeitura de
Goiânia receba o pagamento de receitas e tributos por meio de cartão de crédito
e de débito.

Rumo à China

Decreto de Iris Rezende autoriza os
secretários Alessandro Melo, de Finanças, e Paulo Ortegal, de Governo, a
viajarem para a China, mais especificamente à cidade de Harbin, entre os dias
16 de 24 de novembro.

Laços

O objetivo, de acordo com o decreto, é
“promover laços de desenvolvimento econômico e comercial entre o Brasil e
China”, preconizando a possibilidade de potencial cooperação dos dois países.

Gravidez

Preocupado com a integridade da mulher
gestante é que o deputado Carlos Antônio (PRB) está propondo uma política
estadual de prevenção à violência obstétrica no Estado de Goiás.

No Natal

Deve ficar para o início de dezembro a
votação da Proposta de Emenda Constitucional que adia para 2021 a aplicação do
orçamento impositivo.

Sem acordo

O assunto tem dominado os debates na
Assembleia Legislativa. Pela Emenda Constitucional já aprovada, o pagamento das
emendas parlamentares deverá ocorrer já no primeiro semestre de 2019.

CURTAS

Sobre a Proclamação da República, o
senador eleito Ronaldo Caiado (DEM) comentou que comemorar a data é fortalecer
a democracia e resgatar valores da Nação.

O senador Wilder
Morais faz convite para exposição sobre os 30 anos da Constituição. Está
montada no Salão Negro do Congresso Nacional.

O deputado Lívio
Luciano (Podemos) vai relatar o projeto do governo que trata da remissão ou
anistia dos créditos tributários correspondentes à utilização dos benefícios
fiscais.

Compartilhe: