Coluna

Vilmar Rocha abre diálogo com líderes nacionais do PSDB e MDB

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 28 de maio de 2021

Nas andanças em terras paulistas, o presidente do PSD em Goiás, Vilmar Rocha, não tem buscado conversas com o Democratas, o que pode sinalizar para o cenário político-eleitoral, em 2022. Ele já teve tête-à-tête com o ex-presidente Michel Temer (MDB), com quem discutiu rumos para Goiás e o Brasil, e com Fernando Henrique Cardoso, tendo como pauta os caminhos que os dois partidos devem construir, reunião ocorrida dias depois de o ex-presidente tucano ter se encontrado com Lula. No giro por São Paulo, Vilmar Rocha não se furtou em abrir diálogo com o ex-governador daquele Estado, Geraldo Alckmin, que está na disputa com João Dória (PSDB) pela indicação do partido para o pleito presidencial. 

Pra depois 

Como o DEM de ACM Neto integrou a coligação encabeçada por Alckmin, na eleição presidencial de 2018, com mais oito partidos, pode vir uma conversa mais à frente, já que o PSD pode compor com Ronaldo Caiado. 

Prazo corrido 

A partir da próxima terça-feira começa a contar o prazo de dez sessões ordinárias para a apresentação de emendas à PEC do Governo que revisa o teto de gastos em Goiás. Vale a partir de 2022 até 2031. 

Confronto  

Da tribuna da Alego, o deputado Amauri Ribeiro (Patriota) repercutiu nota publicada nesta coluna, na edição de ontem, para confrontar com o presidente da Câmara de Goiânia, Romário Policarpo (Patriota), diante de sua eventual convocação para depor da CEI que apurar crimes ambientais. Disse não ter medo de vereadores. 

Tudo certo 

Para fundamentar o relatório que será contrário à extinção do TCM, pela sua posição já manifestada, ainda assim o tucano Talles Barreto diz que vai ouvir o TCE, OAB, Conselho de Contabilidade, AGM e FGM. 

Favorito  

O prefeito de Gameleira, Wilson Tavares (DEM), chega para disputar a presidência da Associação Goiana dos Municípios (AGM) cacifado, depois da campanha para defenestrar o tucano Paulo Sergio Rezende, ex-prefeito de Hidrolândia. 

Jogo duro 

Vice-presidente da Câmara de Goiânia, Clécio Alves (MDB) não poupou críticas a uma parte de prestadores de serviço do plano de saúde do município que, para ele, deveriam ser punidos por cometimento de irregularidades. 

Fiscal  

Lei sancionada pelo governador Ronaldo Caiado dá competência à Agência Goiana de Regulação para fiscalizar cumprimento de medidas sobre situação de risco de emergência hídrica no Estado. 

Sem validade 

Por deferimento da ministra do STF, Rosa Weber, fica suspensa decisão do Tribunal de Justiça que determinou progressão de carreira de servidores estaduais. Justificou que não se observou o teto de gastos. 

CURTAS 

– Sem recursos, o reitor da UFG, Edward Madureira, avisou aos vereadores que em setembro ela vai suspender todas as atividades. 

– Câmara de Goiânia autorizou uso cartão de crédito e débito no transporte coletivo, em projeto do vereador Lucas Kitão (PSL). 

Compartilhe: