União e parcerias para desenvolver pequenos negócios

Postado em: 11-06-2021 às 10h14
Por: Redação
Confira o artigo de opinião, desta sexta-feira (11/06), por Marcelo Lessa | Foto: Redação

O dicionário Aurélio assinala a propósito do termo parceria que: “uma pessoa sozinha pode até chegar a algum lugar. Mas as duas chegam muito mais longe e melhor”. Depreende-se que, quando se estabelece relações de mutualidade, maiores são as chances de se alcançar o benefício para todos os envolvidos no processo. Essas são as premissas que guiaram o lançamento recente do Programa Sebrae Parcerias, que é uma conjugação de esforços com entidades representativas dos setores econômicos para o atendimento, a partir de ações conjuntas, objetivando a geração de oportunidades de desenvolvimento para os pequenos negócios. Visa, assim, alavancar a competitividade empresarial e o crescimento econômico do nosso Estado.

Parcerias propõe-se a atuar objetivando alcançar quatro dimensões principais. No âmbito institucional, para fortalecer as entidades representativas; no aspecto setorial, para obter a inteligência competitiva dos setores; na área empresarial, buscando o desenvolvimento dos pequenos negócios, a partir de soluções do próprio Sebrae; e no aspecto social, com estímulo ao crescimento econômico.

Em todas essas dinâmicas o Sebrae terá um papel bem definido,que consiste em diagnosticar a maturidade empresarial e setorial, bem como oferecer suporte técnico e tecnológico de acordo com as demandas setoriais e empresariais identificadas.

Aliado a isso, vai buscar promover as capacitações em cumprimento ao seu papel institucional, sem deixar ainda de apoiar ações de acesso aos mercados diante de oportunidades identificadas por cada segmento.

As estratégias para alcançar esses objetivos passam por estruturar uma rede de alta performance de atendimento e assim responder as demandas dos setores econômicos do Estado de Goiás. E, ainda, reduzir a sobreposição de papel e fortalecer a integração dos entes institucionais que compõem o Sistema S: Senai, Sesi, Senac, Sesc, Senar, Sest, Senat, Sescoop, além do próprio Sebrae.

Essa conjugação de esforços se justifica plenamente diante da mais grave crise sanitária vivida pelo nosso país nos últimos cem anos. Estamos num momento de excepcionalidade, que exige ações ousadas e coordenadas, à altura que o desafio nos impõe.

Por isso mesmo, é estratégico o esforço de todos, de mãos dadas, para que possamos vencer esta crise e sair mais unidos, elevando a um novo patamar o sentido da expressão ‘união e parcerias’.

Compartilhe: