Polícia apresenta segundo suspeito da morte de jornalista

Segundo suspeito deverá ficar preso por 30 dias de forma cautelar, podendo ter acréscimo de mais 30 dias preventivos

Postado em: 29-08-2016 às 16h40
Por: Redação
Segundo suspeito deverá ficar preso por 30 dias de forma cautelar, podendo ter acréscimo de mais 30 dias preventivos


A Polícia Civil (PC) prendeu na noite de sexta-feira (26), o segundo suspeito pela morte do jornalista João Miranda do Carmo, em Santo Antônio do Descoberto. O suspeito, Rooney da Silva Morais, de 22 anos, foi encontrado pela PC na casa da avó localizada na mesma cidade.
O jornalista foi assassinado no dia 24 de julho de 2016, na ocasião o suspeito teria disparado contra o jornalista, que publicou, em site de notícias locais, uma reportagem sobre a prisão do irmão de Rooney.
O suspeito é filho do Douglas Ferreira de Morais, preso três dias após a morte do jornalista. Segundo a PC, com informações de testemunhas, Douglas estaria dirigindo o carro com as mesmas características do usado no dia do crime.
De acordo com o Delegado Titular da 17º Delegacia Regional de Águas Lindas, Fernando Gama, no momento do crime pai e filho estariam juntos. “O suspeito foi preso, devida a denuncia e depoimento de testemunhas”, disse o delegado. “Já os próximos passo da PC consistem em adquirir novas provas de que o suspeito realmente tenha realizado os disparos”, conclui.   
O segundo suspeito deverá ficar preso por 30 dias de forma cautelar, podendo ter acréscimo de mais 30 dias preventivos. No momento a PC continua as investigações na expectativa de encontrar novas provas que possam contestar alegação que contrariam as suspeitas. (Wilton Morais)

Veja Também