Jovem perde visão em protestos contra Temer em São Paulo

Não se sabe ao certo pelo que Deborah foi atingida, uma vez que as testemunhas divergem sobre a arma usada

Postado em: 01-09-2016 às 16h20
Por: Toni Nascimento
Não se sabe ao certo pelo que Deborah foi atingida, uma vez que as testemunhas divergem sobre a arma usada


Da Redação
A manifestante Deborah Fabri, 19, que atuava em um protesto no Centro de São Paulo contra o governo Michel Temer na noite desta quarta-feira (31), foi ferida por bomba pela polícia militar e acabou perdendo a visão do olho esquerdo. Segundo dados da Frente Brasil Popular e da CUT, 20 mil pessoas participaram do ato.

Logo depois do ocorrido ela foi levada diretamente para o Hospital das Clínicas, onde passou por exames. Logo depois foi encaminhada ao Hospital dos Olhos, de onde saiu no final da manhã desta quinta.

O Hospital de Olhos informou em boletim médico que a paciente "foi internada em nosso serviço às 2h37 do dia 1º de setembro de 2016, com trauma na região da face, escoriações nas pálpebras e região malar esquerda, e lesão perfuro contusa no olho esquerdo". Deborah passou por cirurgia de urgência.

Continua após a publicidade

Testemunhas que socorreram a jovem relataram nas redes sociais que ela foi atingida pela Polícia Militar – ou por estilhaços de bombas lançadas pelos policiais ou por bala de borracha.

O Levante Popular da Juventude, movimento do qual Deborah faz parte, divulgou uma nota que diz: "não descansaremos até que os responsáveis sejam punidos e ela disponha de toda a assistência necessária". O texto ainda diz que o movimento tomará "todas as medidas judiciais e políticas cabíveis". 

Veja Também