Jornalista que acusou Marco Feliciano de assédio tem pedido de prisão

A Polícia Civil de São Paulo pediu para a justiça a prisão preventiva da jornalista Patrícia Lélis

Postado em: 06-09-2016 às 16h55
Por: Toni Nascimento
A Polícia Civil de São Paulo pediu para a justiça a prisão preventiva da jornalista Patrícia Lélis


Da Redação

A jornalista Patrícia Lélis, 22, teve a prisão preventiva decretada nesta terça-feira (06) pela Justiça a pedido da Polícia Civil de São Paulo. Ela é acusada de mentir e extorquir Talma Bauer, assessor do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP).

Segundo informações da Polícia Civil de São Paulo, no dia 19 de agosto, foi revelado um laudo de uma psicóloga que revela que a jornalista é “Mitomaníaca”, ou seja, tem um transtorno de personalidade que faz com que minta compulsivamente.

Continua após a publicidade

"Pedi a prisão porque ela destrói as pessoas que estão ao redor dela. Não só agora como no passado, quando apontou um inocente como estuprador em Brasília. Aqui ela quase destruiu a vida do policial. (…) Ela representa risco à sociedade por mentir e causar danos a diversas pessoas”, afirmou o delegado do 3º Distrito Policial (DP), Luiz Roberto Hellmeister para o G1. (Foto: divulgação)

Veja Também