Colaboradores cobram transparência

Na última quinta-feira (15), trabalhadores do Sistema de Saneamento do Estado de Goiás (Saneago) se reuniram em uma passeata contra a atual

Postado em: 16-09-2016 às 06h00
Por: Redação

Na última quinta-feira (15), trabalhadores do Sistema de Saneamento do Estado de Goiás (Saneago) se reuniram em uma passeata contra a atual gestão e situação econômica da empresa. O ato foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado de Goiás (STIUEG) e contou com a participação de trabalhadores afiliados ao movimento sindical. 

A manifestação teve inicio com a entrega de um documento ao Ministério Público Federal, assinado pelo líder sindical João Maria, o ofício pedia maior transparência nas investigações dos atos corruptos ligados à empresa na recém instaurada Operação Decantação, que já prendeu diversos funcionários administrativos envolvidos em esquemas de lavagem de dinheiro. 

Dentre as reivindicações, os manifestantes também pediam inocentação da imagem dos trabalhadores de bem ligados à empresa, que nunca estiveram envolvidos nos esquemas ligados à administração da empresa. A possível privatização da Saneago também foi fortemente criticada pelo líder sindical que salientou “esta é uma empresa do povo e para o povo, estamos cansados de trabalhar em prol de interesses políticos”. 

Continua após a publicidade

Passar a empresa à limpo também foi uma exigência forte pedida pelo sindicais que afirmam não terem participação nas decisões importantes ligadas ao funcionamento da companhia, como a escolha da atual gestão que sofre desaprovação dos colaboradores. 

Todo o ato contou com fiscalização da Secretaria Municipal de Trânsito Transporte e Mobilidade (SMT) e terminou na porta da empresa. “Esta é só a primeira de muitas manifestações que estão por vir. Em breve convocaremos funcionários de todo o estado para um ato coletivo. Precisamos construir uma nova história”.

Veja Também