Polícia Civil apresenta acusados de roubo no Alphaville Flamboyant

Membros de uma quadrilha especializada em assaltos a residências, os dois indivíduos confessaram o crime

Postado em: 19-09-2016 às 19h55
Por: Redação
Membros de uma quadrilha especializada em assaltos a residências, os dois indivíduos confessaram o crime

Izabella Mendes

A Polícia Civil (PC) apresentou hoje (19) à imprensa, dois integrantes de uma quadrilha qualificada em roubos à residências na capital. Os presos, capturados no final da última semana, Renato Stefano (20) e Weberson Rodrigues (22), agiram em conjunto com um terceiro elemento ainda foragido, e estão diretamente ligados ao roubo de duas casas no residencial Alphaville Flamboyant, no último dia 9 de Setembro.

Continua após a publicidade

De acordo com o Delegado Francisco Lapiri, os suspeitos fazem parte de uma organização criminosa especializada em ações patrimoniais. Todos os crimes eram elaborados e premeditados antes, para que garantissem eficácia.

Weberson Rodrigues que atuava como servente de pedreiro era encarregado de analisar as residências com maior facilidade para os crimes, tendo sido inclusive responsável por fazer um buraco na cerca do condomínio Alphaville, para facilitar a entrada dos comparsas. Nesta ação, foram levados, dentre diversos pertences, 15mil dólares e jóias e objetos de alto valor.

Ambos os responsáveis já obtinham passagem pela Polícia por roubo e confessaram à PC participação nos crimes. Ainda segundo Francisco Lapiri, os acusados que vinham observando as residências há cerca de três semanas, escolhiam casas de alto padrão. “Como o crime era premeditado, eles tiveram tempo de observar as casas que os donos ficavam ausentes por maior tempo, o que garantia maior facilidade para adentrar e subtrair os pertences.”

Na ocasião, a PC também contou sobre a recente criação do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (GARRA) em Goiânia, que além de responsáveis pela captura, tem como objetivo solucionar uma deficiência que a cidade sofre no combate a roubos e furtos de alta complexidade. O grupo agirá apenas em casos de assalto a casas e empresas e tentará diminuir as ações de quadrilhas cada vez mais astutas. 

Foto: Izabella Mendes

Veja Também