Operação procura irregularidade

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou na noite de ontem (17), a operação ‘Transporte Seguro’, para abordar ônibus escolares que levam estudantes

Postado em: 18-10-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou na noite de ontem (17), a operação ‘Transporte Seguro’, para abordar ônibus escolares que levam estudantes do entorno de Anápolis para universidades da cidade. De acordo com PRF, no ano passado 90% dos motoristas abordados possuíam algum tipo de irregularidade. Em 2014 foram abordados 72 veículos. O que originou em 155 autos de infração com 32 registros recolhidos.
Segundo a polícia, a operação acontece no final do ano pois no inicio do período escolar anual, os ônibus costumam ser regularizados. No final de ano, os condutores tendem a ficar mais desleixados com a fiscalização, o que proporciona realização da operação. 
Ao redor de Anápolis, são 20 cidades que transportam alunos, entre elas, Teresópolis, Abadiânia de Goiás, Senador Canedo, Bonfinópolis, Ceres e Jardim Paulista. A última, próximo a Ceres é considerada a mais longe pela PRF, com 170 quilômetros de distância de Anápolis. Conforme a PRF, a operação visa verificar aspectos como cinto de segurança, vidros quebrados, documentações irregulares e até motoristas sem habilitação.
Diariamente a PRF realiza operações que vistoriam esse tipo de irregularidade. Porém, a mega operação realizada anualmente ainda é necessária, o que demanda maior estrutura e número de militares. Além da apreensão do veículo irregular, as multas para os motoristas oscilam em diversos valores.
As infrações mais freqüentes possuem multas de R$ 197 para cinto de segurança e R$ 570 para motoristas inabilitados. Com exceção do ano passado, a PRF estima que em geral, as irregularidades freqüentes da operação variam entre 70% a 75% em condições inadequadas.

Veja Também