Dupla do ‘novo cangaço’ é presa por roubo a bancos e carros fortes

Os suspeitos são apontados como autores de crimes em Goiás e outros estados

Postado em: 26-10-2016 às 12h00
Por: Renato
Os suspeitos são apontados como autores de crimes em Goiás e outros estados

Renato Estevão

O Grupo Anti-roubo a Bancos (GAB) da Polícia Civil (PC) prendeu na última quinta-feira (20), Ricardo Fonseca Avelino, 22, e Ronicleudo Lopes Patrício, 35, suspeitos de participar de roubos a diversos bancos e carros fortes em Goiás e outros estados.
Os homens foram presos em flagrante em uma casa no residencial Havai, região nordeste da Capital, durante a Operação Latíbulo.

Com a dupla foram apreendidos três carros usados durante as ações, cinco armas de fogo com diversas munições, uma submetralhadora, explosivos e uma quantia de R$ 176.726 em espécie.

Continua após a publicidade

O dinheiro foi encontrado enterrado no quintal da residência onde a dupla foi presa. De acordo com o delegado Alex Vasconcelos, o local foi revelado à polícia pelos próprios suspeitos, que confessaram também que a quantia é fruto de roubos anteriores.

A dupla, natural do estado da Bahia, possui antecedentes criminais por roubo a banco e carro-forte, além de tentativa de sequestro. Crimes cometidos com o emprego de muita violência, característica do grupo conhecido como ‘novo cangaço’, afirma o delegado.

Os suspeitos responderão por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, posse de artefato explosivo e associação criminosa. A pena prevista para cada suspeito é de 17 anos de prisão.

A polícia ainda apura o envolvimento de outros integrantes na ação criminosa.

Foto: (Wildes Barbosa)

Veja Também