De chinelos a boneca, pedidos de idosos comovem internautas

A campanha online busca atender os desejos dos idosos para o Natal

Postado em: 31-10-2016 às 08h00
Por: Redação
A campanha online busca atender os desejos dos idosos para o Natal

Milleny Cordeiro

Uma campanha online de arrecadação de presentes para o Natal tem emocionado internautas no Facebook. O motivo? Os pedidos singelos, que demonstram a necessidade de se ter pouco para ser feliz. E eles partem de 34 idosos (14 homens e 20 mulheres) da Casa do Idoso Amor à Vida, localizada em Luziânia (GO), entorno do Distrito Federal. 

Na página oficial da Casa, os idosos posam em fotos com mini lousas, onde palavras ilustram os seus pedidos para o Natal. E eles não querem muito, apenas aquilo que julgam suficiente para ter um fim de ano mais especial. E o suficiente para essas pessoas tem sido um boné, uma calça tactel, um perfume, sapatilha, um chinelo e até uma boneca.

Continua após a publicidade

Nayane Alves da Costa é enfermeira e trabalha na Casa há três anos. Ela é a grande responsável por levar a arrecadação para a internet. “Estive em Goiânia para uma capacitação e lá presenciei uma palestra sobre a importância e a força da internet. Na hora eu lembrei da nossa campanha e resolvi postar as fotos dos nossos idosos com seus pedidos no Facebook”, afirma. 

Nesses 12 anos de existência, a Amor à Vida sempre realizou essa campanha para o Natal. O uso da internet veio contribuir para o aumento da visibilidade do projeto e das doações, que estavam em ritmo baixo. A postagem está no Facebook desde o dia 25 de outubro e já alcançou 4,9 mil compartilhamentos. No entanto, segundo Nayane, nenhum dos pedidos ainda foi atendido. 

Dentre eles, o mais inusitado é o da Maria Celeste, de 93 anos. Ao ser perguntada por Nayane sobre o que gostaria de ganhar para o Natal, a senhorinha não teve dúvidas: “eu quero algo de casa, para poder lembrar sempre da pessoa quando eu ver”. A dúvida veio mesmo sobre a enfermeira, o que seria esse algo? “Uma garrafinha de água”, pediu dona Celeste. 

“Emílio ta aqui do meu lado. Ele, por exemplo, não fica sem cinto. Por isso, o pedido dele para esse natal é esse”, informou Nayane enquanto conversava com a reportagem do O Hoje. O pedido de Dona Fátima é tão singelo quanto os outros, ela quer ganhar um par de brincos, o modelo fica ao gosto do doador. 

Como ser um doador 

Maria Celeste, Emílio e Dona Fátima chegaram à Casa do Idoso por diferentes motivos, assim como os demais que ali estão. Um foi levado pelo Ministério Público, outro pela Assistência Social, e muitos pelos familiares que não conseguem arcar com as despesas da rotina de cuidados. A unidade filantrópica não recebe recursos governamentais e permanece firme graças às doações. Para cada um desses idosos, tão importante quanto doar mantimentos e demais itens é doar uma visita, um sorriso, um “como você está?”, um abraço. 

“Aqui não precisa ligar e marcar horário, só precisa vir”. Muitas pessoas realizam doações, enviam presentes, mas os idosos também sentem falta do calor humano que os recebe e acolhe. Por isso, Nayane tenta conscientizar as pessoas a doarem um pouquinho de seu tempo também para conversar com as senhoras e os senhores do Amor à Vida. 

Para enviar os presentes aos idosos é muito simples. Basta acessar a página Casa do Idoso Amor à Vida no Facebook, escolher um ou mais pedidos e enviar o agrado no endereço Rua Belo Horizonte, Qd 1, Ch 1, St de Ch Marajoara, Luziânia, GO; o CEP é 72858-145. Se alguém já tiver enviado o presente escolhido, não tem problema, a doação pode ser feita do mesmo jeito. Mais informações podem ser adquiridas no telefone 61 4102-8792.

Foto: reprodução 

Veja Também