Caiado afirma que medidas foram tomadas após abuso de autoridade policial

Postado em: 01-06-2021 às 10h51
Por: Nielton Soares
“A SSP deixou claro que não aceitamos de maneira alguma abuso de autoridade”, disse o governador. Em menos de 24h, dois episódios foram registros: abordagem a ciclista e detenção de militante do PT | Foto: Gov. de Goiás

O govvernador Ronaldo Caiado (DEM) se manifestou na manhã desta terça-feira (1º/06) sobre os novos episódios de abuso de autoridade por agentes de segurança pública da Polícia Militar de Goiás (PMGO).

Caiado afirmou que já foram tomadas medidas contra qualquer tipo de arbitrariedade por parte da polícia. “A SSP deixou claro que não aceitamos de maneira alguma abuso de autoridade”, comentou.

O chefe do executivo estadual minimizou os últimos casos exaltando as forças de segurança. “O governador tem orgulho de ter a melhor segurança pública do País e ninguém está autorizado a agir acima da lei”, frisou.

Dois casos em 24h

No último sábado (29/05), durante uma manifestação contra o governo do presidente Jair Bolsonaro foi detido por uma equipe da PMGO o secretário estadual de Movimentos Populares do Partido dos Trabalhadores (PT) de Goiás, Arquidones Bites.

O motivo da detenção foi atribuído a uma faixa colocada no capô do carro dele com as frases: “Fora, Bolsonaro genocida”. Contra o militante foi usada a Lei de Segurança Nacional, mas a abertura de inquérito foi rejeitada pela Polícia Civil de Goiás (PCGO) e pela Polícia Federal (PF) – unidade de Goiás.

Já no último domingo (30/05), o ciclista e youtuber Felipe Ferreira foi abordado por policiais militares com armas apontadas contra ele, sem motivo aparente. O episódio ocorreu em um parque da Cidade Ocidental, no entorno do Distrito Federal (DF). Toda a ação foi filmada.  

Compartilhe: