Goiânia abre vacinação contra Covid-19 para pessoas de 59 anos

Postado em: 02-06-2021 às 19h02
Por: Alice Orth
A partir desta etapa da campanha, a capital passa a destinar 30% das doses aos grupos prioritários e 70% para população em geral. | Foto: Divulgação/Prefeitura de Goiânia

A partir desta quinta-feira (03/06), os moradores de Goiânia com 59 anos serão convocados para tomar a primeira dose da vacina contra o Covid-19. Além da idade especificada, o imunizante também estará disponível para trabalhadores dos Ensinos Fundamental e Médio.

A vacina continua disponível para demais pessoas que pertencem a grupos prioritários. A ampliação durante o feriado de Corpus Christi será possível após o recebimento de uma nova remessa com 35.860 unidades. Todas as doses serão destinadas à primeira etapa de imunização.

“A expectativa é de que tenhamos aproximadamente 16 mil pessoas neste grupo. Porém, o número pode variar, uma vez que parte desta população pode ter sido vacinada nos grupos prioritários”, explicou Grécia Pessoni, diretora de vigilância epidemiológica.

A partir desta etapa da campanha, a capital passa a destinar 30% das doses aos grupos prioritários e 70% para população em geral. Entre os prioritários, estão trabalhadores da saúde, da Educação e pessoas com comorbidades. Durante o feriado, estão abertas unidades nas escolas municipais Rotary Goiânia Oeste, Coronel José Viana e Bárbara de Sousa Morais – e Área I da PUC.

“A estimativa é de que, pelo menos, 4 mil pessoas ainda não retornaram aos postos de vacinação para tomar o reforço da vacina”, lembrou a diretora. “É importante ressaltar que a imunização é eficaz quando o esquema vacinal é completo, ou seja, a pessoa toma a primeira e a segunda dose”.

Para quem vai se vacinar pela primeira vez, é necessário fazer o agendamento pelo aplicativo, disponível na App Store para usuários de Apple e na Play Store para usuários de Android. Os documentos exigidos no momento da vacinação são CPF, documento de identificação com foto e data de nascimento e comprovante de endereço.

“A vacinação é um benefício para a saúde não só de quem recebe a dose, mas também, a de outras pessoas. Quanto mais pessoas forem vacinadas, menor a propagação do vírus. Por isso, é importante que as pessoas atendam às campanhas, além de seguir com os protocolos de segurança”, ressaltou Durval Pedroso, secretário municipal de Saúde.

Compartilhe: