Pessoas desaparecidas: Goiás ingressa na Campanha Nacional de Coleta de DNA

Postado em: 14-06-2021 às 11h24
Por: Redação
O Estado tem 23 locais de coleta para Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas | Foto: Divulgação

O Ministério da Justiça e Segurança Pública lança, nesta segunda-feira (14/06), a Campanha Nacional de Coleta de DNA de Familiares de Pessoas Desaparecidas. O objetivo da ação é acelerar e ampliar a busca por pessoas desaparecidas no país, por meio de coleta de materiais biológicos de familiares e busca no Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG). Em Goiás, haverá local de coleta em 22 municípios (confira neste link a relação completa dos endereços).

Entre os dias 14 e 18 de junho, todos os Estados, de forma integrada com a Polícia Federal, estão oferecendo diversos locais onde os familiares de pessoas desaparecidas poderão doar material genético ou entregar algum item de uso pessoal do desaparecido. Conforme esclarecido no material da campanha, o exame de DNA é uma ferramenta que vem sendo usada com sucesso na localização de pessoas desaparecidas (ou não identificadas), tanto no Brasil como no exterior.

“É um instrumento moderno e efetivo, capaz de dar uma resposta para esse drama tão terrível vivido por tantas famílias. Sua utilização em casos de pessoas desaparecidas, porém, tem uma particularidade: o material colhido para este fim não pode, e não será utilizado para nenhuma outra ação. Sua função exclusiva é a identificação e localização de pessoas desaparecidas ou não identificadas”, explica o material.

O Ministério Público de Goiás (MP-GO), por meio da Área de Políticas Públicas e Direitos Humanos do Centro de Apoio Operacional (CAO), que coordena o Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos em Goiás (Plid), está apoiando a divulgação da Campanha. Caso tenha dúvidas sobre esta ação em Goiás, entrar em contato com o ponto de coleta mais próximo ou através do telefone (62) 98140-4071 (WhatsApp/Telegram).

Compartilhe: