Em nota, Secretaria de Saúde de Goiânia diz não ter usado vacinas vencidas

O aparecimento das doses no sistema teria ocorrido por falha no momento do cadastramento.

Postado em: 02-07-2021 às 16h34
Por: Alice Orth
O aparecimento das doses no sistema teria ocorrido por falha no momento do cadastramento. | Foto: Reprodução

Após publicação do jornal Folha de S. Paulo nesta sexta-feira (02/07) sobre distribuição de vacinas vencidas em todo o território nacional, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia divulgou nota afirmando que não aplicou nenhuma dose fora do prazo de validade.

De acordo com a secretaria, o aparecimento das doses no sistema ocorreu por falha no momento do cadastramento.

A matéria, feita com dados do Ministério da Saúde, aponta que 222 pessoas receberam vacinas AstraZeneca fora do prazo de validade dentro do prazo. Veja se você faz parte da lista.

Continua após a publicidade

Leia a nota na íntegra:

“A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) esclarece que não houve aplicação de doses vencidas da vacina AztraZeneca na população, conforme publicado em reportagem na edição desta sexta-feira (2/7) no jornal Folha de S. Paulo.

As vacinas chegam do Ministério da Saúde com prazo de validade de aproximadamente dois meses e não ficam guardadas. A secretaria tem aplicado as doses que recebe em três, quatro dias, e depois chega a ficar sem vacinas no estoque.

Como Goiânia faz vacinação em locais como drive thru, onde não é possível lançar imediatamente as doses no sistema Conect SUS, os dados são anotados manualmente e depois lançados do sistema. Em alguns casos houve erro neste lançamento posterior, em vez de colocar da data de aplicação, colocaram a data do dia do lançamento.

A secretaria garante, portanto, que, em Goiânia, não houve aplicação de doses vencidas em moradores do município.”

Veja Também