Busca por materiais escolares cresce com retorno das aulas no Estado

Comerciantes estimam que quando as aulas começarem de fato, o fluxo de clientes deve ser ainda maior

Postado em: 30-07-2021 às 07h22
Por: Maiara Dal Bosco
Comerciantes estimam que quando as aulas começarem de fato, o fluxo de clientes deve ser ainda maior | Foto: Reprodução

Com o retorno das aulas presenciais da rede pública de ensino na próxima semana, a procura por materiais escolares já movimenta o comércio. De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista no Estado de Goiás (Sindilojas-GO), o aumento pela procura dos materiais escolares já vêm sido notado no comércio da Capital. “Houve um aumento significativo, nas últimas semanas, na procura por materiais escolares nas papelarias de Goiânia. Acreditamos que, em função dessa demanda, as vendas devem crescer 30% neste início de semestre. A maioria dos itens vendidos hoje são cadernos, lápis, canetas, lapiseiras e livros didáticos, o que confirma o movimento preparatório de volta às aulas”, afirmou Eduardo Gomes dos Santos, presidente do sindicato. 

Essa alta já é comemorada por alguns comércios do ramo da Capital. De acordo com Marcelo Silva, gerente da Papelaria Tributária do Setor Oeste, as lojas da rede estão preparadas e com expectativas positivas de vendas de material escolar nos próximos dias. “Já notamos um aumento significativo na procura por materiais escolares. Muitas pessoas chegam com listas de materiais para fazer orçamento e também para comprar. O movimento nesta semana já foi diferente”, afirmou.

Segundo o gerente, na próxima semana, quando as aulas começarem de fato, o fluxo de clientes deve ser ainda maior. “Estamos oferecendo muitos descontos em materiais escolares e de escritório. Além disso, também estamos agregando utensílios domésticos para atender todo o público que chega à loja. Nossa expectativa é muito grande e esperamos que a situação da pandemia siga melhorando e que dê tudo certo “, destacou Marcelo. 

Continua após a publicidade

Apesar disso, ainda tem gente que aguarda o crescimento no movimento. É o caso de Antônio Erivando, proprietário da Livraria e Papelaria 84, o aumento da procura por materiais ainda não foi observado. “O movimento ainda está singelo. Esperamos e estamos preparados com toda a proteção para receber os clientes e esperando que as aulas voltem também com toda segurança”, afirmou. Segundo ele, outros colegas do segmento também têm notado um movimento ainda tímido neste retorno. 

“Os pais podem estar apreensivos e até mesmo cautelosos com o retorno e por isso esperando para comprar os materiais escolares.”, destacou. Para Antônio,a expectativa é que as vendas melhorem na próxima semana. “Desejo que melhorem, porque a volta às aulas dá um reforço expressivo nas vendas”, finalizou.

De acordo com o IBGE, em maio de 2021, alguns segmentos do comércio ainda registram um volume de vendas abaixo da média de antes da crise. É o caso do segmento de livros, revistas e papelaria; vestuário; equipamentos de escritório e combustíveis. Os dados de vendas referentes a junho ainda serão apurados, mas o Indicador de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getúlio Vargas, mostrou que, no último mês, houve um avanço na avaliação da situação atual por parte dos comerciantes.

Retorno

A rede estadual de ensino de Goiás retomará as aulas presenciais na próxima segunda-feira (2), em regime híbrido. O retorno será realizado com a ocupação de até 50% da capacidade da escola, conforme as deliberações do Centro de Operações de Emergências (COE) em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus.

Em sistema de revezamento de alunos, haverá aulas presenciais e não presenciais, de forma complementar, para alcançar todos os estudantes. A prioridade de retorno presencial é para os estudantes sem acesso à internet, com dificuldades de aprendizagem e em vulnerabilidade social.Para regulamentar a volta às aulas presenciais na rede estadual, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) lançou, um julho de 2021, o Guia de Implementação do Protocolo de Biossegurança e Medidas Pedagógicas para Retorno às Atividades Presenciais, que dá orientações de higiene e segurança, organização física das escolas e atuação pedagógica no regime híbrido de ensino. (Especial para O Hoje)

Veja Também