Ultrapassagens proibidas batem recorde em rodovias federais que cortam Goiás

As ultrapassagens proibidas aumentaram em mais de 150% no mês de julho de 2021 em comparação ao mesmo período de 2020. O

Postado em: 03-08-2021 às 09h35
Por: Pedro Jordan
Comparado ao mesmo período do ano passado, o número subiu em 150%. Foto: Divulgação

As ultrapassagens proibidas aumentaram em mais de 150% no mês de julho de 2021 em comparação ao mesmo período de 2020. O comparativo feito pela Polícia Rodoviária Federal aponta ainda que os policiais também flagraram mais motoristas dirigindo alcoolizados e mais condutores ao celular neste julho do que no ano passado.

De (01/07) a (31/07) foram flagradas 2.545 ultrapassagens irregulares nas Brs goianas, 83 motoristas conduzindo sob efeito de álcool e 292 manuseando aparelhos de celular enquanto dirigiam. Rodovias de pistas simples, a BR 153 e a BR 414 foram palco de 90 acidentes no mês passado, alguns causados por ultrapassagens mal executadas.

Segundo a PRF, a manobra malsucedida pode ser fator determinante para uma colisão frontal, tipo de acidente com índice de mortalidade elevadíssimo. Em julho, a PRF atendeu 10 colisões frontais nas rodovias federais que cortam Goiás.

Continua após a publicidade

Ainda em pandemia, a PRF avalia que o movimento de veículos neste mês de julho foi maior que no ano passado, quando muitos pontos turísticos no estado estavam fechados para visitantes. Essa movimentação mais intensa certamente tem impacto na maior quantidade de acidentes, foram 192 em 2021 contra 156 em 2020. Os feridos somaram 217 neste ano e 166 no ano passado.

Veja abaixo alguns dos dados levantados pela PRF em Goiás:

JULHO 2021

192 acidentes
217 feridos
20 mortes
11 mil infrações flagradas, sendo que destas foram:
2.545 – ultrapassagens irregulares
83 – embriaguez
292 – manuseando celulares

JULHO 2020

156 acidentes
166 feridos
12 mortes
10 mil infrações flagradas, sendo que destas foram:
986 – ultrapassagens irregulares
56 – embriaguez
232 – manuseando celulares

Veja Também