Goiás é o 5º estado com mais investimentos da China, mostra estudo

Postado em: 06-08-2021 às 16h18
Por: Alice Orth
Cerca de metade dos investimentos foram concentrados na área de energia. | Foto: Reprodução

Um estudo realizado pelo Conselho Empresarial Brasil-China, uma organização sem fins lucrativos que promove o diálogo entre os dois países, revelou que Goiás está em 5º estado brasileiro entre os que receberam mais investimentos de empresas chinesas.

O relatório analisa os projetos confirmados entre 2007 e 2020. Com 5,4% dos aportes, Goiás ficou atrás apenas de São Paulo (31%), Minas Gerais (8%), Bahia (7,1%) e Rio de Janeiro (6,7%).

Cerca de metade dos investimentos foram concentrados na área de energia. Um dos grandes empreendimentos foi feito pela China Molybdenum Company em mineração, com minas de extração de nióbio e fosfatos nos municípios de Catalão e Ouvidor.

No Brasil, foram 176 projetos, que injetaram no país US$ 66,1 bilhões. Enquanto o setor de eletricidade fica na liderança, recebendo 31% desse valor, também foram contemplados a indústria manufatureira, com 28%, projetos em tecnologia da informação (7%), agricultura (7%) e serviços financeiros (6%).

A estimativa é de que a entrada das iniciativas chinesas tenha gerado 34,5 mil empregos entre 2003 e 2020, além de manter ativos 140,4 mil postos de trabalho no país.

Em queda, o valor de 2020, equivalente a US$ 1,9 bilhão, foi o menor registrado desde 2014, apresentando uma diminuição de 74%. O estudo aponta como motivo “uma conjuntura internacional complexa marcada por fatores como a pandemia de Covid-19” O número de projetos caiu para oito, 68% a menos do que em 2019.

Compartilhe: