Menores taxas de umidade do ar no Brasil são registradas em Goiânia

Postado em: 09-09-2021 às 11h19
Por: Victoria Lacerda
Na última terça-feira (07/09) Goiânia registrou sua maior temperatura do ano até então, com 38,7ºC. | Foto: Reprodução

De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) os índices já chegaram a ficar abaixo de 12%, que é o limite utilizado para emissão de alerta vermelho e para a classificação de grande perigo.

Das 20 cidades brasileiras com as menores taxas de umidade do ar, 11 eram goianas, sendo elas: Alto Paraíso de Goiás, com 8%, seguida por Caiapônia, Edeia, Goiânia, cidade de Goiás, Luziânia, Pires do Rio, Silvania e São Simão, com 11%.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), o nível ideal de umidade do ar para o organismo humano gira entre 40% e 70%. Quando a taxa cai para 30% é considerada uma situação de alerta e os prejuízos para a saúde se tornam mais evidentes. Além disso, a baixa umidade favorece a propagação de vírus e bactérias, que sobrevivem melhor nessa condição. Portanto, é necessário o alerta com epidemias de gripes e resfriados.

Na última terça-feira (07/09) Goiânia registrou sua maior temperatura do ano até então, com 38,7ºC. Na última quarta, a máxima foi de 37,9ºC.

Compartilhe: