Operação Parasitas: polícia investiga desvio de R$ 6 milhões de verbas da Saúde

Postado em: 16-09-2021 às 16h17
Por: Alice Orth
Os suspeitos teriam desviado o montante da compra de materiais e insumos hospitalares por meio de empresas de fachada. | Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Combate à Corrupção (Deccor), deflagrou nesta quinta-feira (16/09) a Operação Parasitas. A investigação analisa o desvio de recursos públicos da área da saúde durante o ano de 2020, na pandemia de covid-19.

Foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão, sendo 21 em Goiânia e dois no estado de São Paulo, em Buritizal e Ituverava, envolvendo 123 policias. Os investigados tiveram bens bloqueados no valor de R$ 6 milhões, que devem destinados à reparação de danos.

Os suspeitos teriam desviado o montante da compra de materiais e insumos hospitalares por meio de empresas de fachada, registradas em nomes de laranjas, que foram contratadas em regime de urgência. Após a venda, o valor retornaria a pessoas ligadas às Organizações Sociais, configurando-se lavagem de dinheiro. Em alguns casos, os produtos não foram entregues, ou foram entregues de qualidade inferior ou em menor quantidade.

Segundo o delegado Francisco Lipari, que coordenada a operação, os hospitais de Goiás não são mais administrados pela organização social investigada, e seus contratos foram revogados.

Compartilhe: