Homem atira contra familiares da companheira, mata um e fere dois, em Niquelândia

Segundo polícia, suspeito sentiu ciúmes de sua esposa, acreditando que vítima estava a assediando.

Postado em: 21-09-2021 às 15h16
Por: Luan Monteiro
Segundo polícia, suspeito sentiu ciúmes de sua esposa, acreditando que vítima estava a assediando | Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Goiás (PC-GO), por meio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis e com o apoio operacional do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Niquelândia, cumpriu, na manhã da última segunda-feira (20/09), um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de 33 anos.

O suspeito é apontado como autor do homicídio qualificado praticado contra um homem de 37 anos, e de duas tentativas de homicídio praticadas contra outros dois, ambos de 34 anos, ocorridos na noite do último dia 23 de julho.

De acordo com a polícia, uma confraternização entre familiares da esposa do suspeito ocorreu no local do crime. Durante a festa, ele passou a sentir ciúmes de sua mulher, acreditando que a vítima, que era primo da jovem, a assediava. O suspeito e a esposa deixaram o evento após uma discussão. 

Continua após a publicidade

Algum tempo depois, o homem retornou ao local da confraternização armado e, conforme o relato das testemunhas, abriu fogo, atingindo a vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu na hora, além dos outros dois homens, que foram socorridos e sobreviveram ao atentado.

Ele foi preso em Niquelândia e admitiu ter utilizado drogas antes da confraternização e ter feito os disparos de arma de fogo, afirmando que agiu em legítima defesa, versão que foi desmentida por todas as testemunhas ouvidas no inquérito policial.

Veja Também