Polícia Civil indicia ex-prefeito por homicídio triplamente qualificado

Investigações apontam que político era chantageado pela vítima mensalmente

Postado em: 29-09-2021 às 15h17
Por: Maria Paula Borges
Investigações apontam que político era chantageado pela vítima mensalmente | Foto: Reprodução

A investigação que indiciou um ex-prefeito de Santa Terezinha de Goiás por homicídio triplamente qualificado foi concluída pelo Grupo de Investigações de Homicídio (GIH), na última terça-feira (28/09). Além do político, cinco pessoas foram indiciadas pelo homicídio da vítima identificada como Wender Luiz de Aguiar, ocorrido no dia 08 de março deste ano, em Aparecida de Goiânia.

Segundo as investigações, a vítima chantageava o ex-prefeito, cobrando-lhe dinheiro mensalmente em razão de anos atrás ter matado a amante do político, que na época estava grávida de seis meses. Este fato gerou uma dívida entre ambos, como forma de gratidão.

Além disso, foi apurado pela Polícia Civil que o político estava cansado das cobranças, decidindo pôr um fim na dívida espúria. Para a execução do homicídio, o ex-prefeito desembolsou a quantia de R$ 10 mil, paga aos executores pelo seu motorista.

Continua após a publicidade

Além do mandante, os executores e outros participantes foram identificados. O GIH cumpriu na terça-feira o mandado de prisão preventiva contra o ex-prefeito e seu motorista, que estão à disposição do Poder Judiciário no momento. As prisões foram convertidas de temporárias para preventivas e os demais envolvidos permanecem foragidos.

Veja Também