Aulas presenciais em Goiás podem ser obrigatórias ainda este ano, segundo secretária de Educação

A secretária de Educação de Goiás, Fátima Gavioli, durante um encontro com secretários municipais de educação da região central de Goiás, nessa

Postado em: 30-09-2021 às 09h16
Por: Almeida Mariano
A proposta será apresentada ao COE, que terá 15 dias para dar uma resposta | Foto: Reprodução

A secretária de Educação de Goiás, Fátima Gavioli, durante um encontro com secretários municipais de educação da região central de Goiás, nessa quarta-feira (29/09), disse que irá propor que as aulas remotas sejam destinadas apenas para estudantes com comorbidades, de modo que as aulas presenciais voltariam a ser obrigatórias para os demais estudantes. De acordo com a proposta, os alunos voltariam às salas de aulas presenciais ainda este ano.


Segundo Gavioli, a proposta deve ser apresentada ao Centro de Operações de Emergência (COE), na próxima quarta-feira (06/10).


“Semana que vem vou solicitar ao COE que eles nos ajudem a expedir uma nota, onde só poderá continuar com atividade remota os estudantes que têm comorbidades. Os demais precisam voltar”, informou a secretária.

Continua após a publicidade


As atividades presenciais na rede estadual não são obrigatórias, e o aluno pode optar por continuar os estudos de forma remota. Diante disso, o retorno às aulas presenciais em Goiás teve baixa adesão até o momento.


“Essas crianças estão adoecendo em casa, com crises emocionais, psicológicas. Então, acho que está na hora de a gente tomar uma decisão, usando todas as medidas do protocolo de biossegurança”, defendeu Fátima.


A secretária informou que o COE deve avaliar a proposta da Secretaria de Educação (Seduc) e dar uma resposta dentro de 15 dias.

Veja Também