Quatro suspeitos de aplicar novo golpe de WhatsApp são Presos em Goiás

Os mandados judiciais foram cumpridos em Goiânia, Senador Canedo e Sanclerlândia.

Postado em: 01-10-2021 às 15h40
Por: Alice Orth
Os mandados judiciais foram cumpridos em Goiânia, Senador Canedo e Sanclerlândia. | Foto: Reprodução

A Operação “Inovam, mas continuam no crime” foi deflagrada pela Polícia Civil (PC), com a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), nesta sexta-feira (1º/10). Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e quatro mandados de busca e apreensão domiciliares contra suspeitos de aplicar um novo tipo de golpe por meio do WhatsApp.

Em seis meses de investigação, a DERCC identificou quatro homens suspeitos de integrarem uma associação criminosa voltada para a prática de estelionatos e fraude eletrônica. Os mandados judiciais foram cumpridos em Goiânia, Senador Canedo e Sanclerlândia.

Durante as buscas, foram apreendidos aparelhos celulares, computador, caderno de anotações e cerca de 150 chips de linhas telefônicas celulares. Uma das vítimas teve prejuízo de R$ 60 mil, ao transferir dinheiro para quem acreditava ser seu irmão.

Continua após a publicidade

Três dos presos possuem condenações e prisões anteriores por crimes como roubo e tráfico de drogas. Um deles usa, inclusive, uma tornozeleira eletrônica. Os quatro presos serão indiciados pelos crimes de associação criminosa e estelionato, por meio de fraude eletrônica, podendo ser apenados com até 11 anos de reclusão.

Veja Também