Procon-GO instaura processo contra Enel por quedas de energia e prejuízos aos consumidores

A Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon Goiás) irá instaurar um processo administrativo contra a concessionária Enel Distribuição S/A. A

Postado em: 06-10-2021 às 11h10
Por: Almeida Mariano
A multa devido à má prestação se serviço pode chegar até 10,2 milhões de reais | Foto: Reprodução

A Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon Goiás) irá instaurar um processo administrativo contra a concessionária Enel Distribuição S/A. A decisão aconteceu depois de mais de duas semanas consecutivas com oscilações de energia elétrica e com poucas ações realizadas para combater os problemas causados pelas quedas de energia.

De acordo com Alex Augusto Vaz, superintendente do Procon Goiás, o órgão tem mantido o diálogo constante com a empresa, mas devido a repetição dos das quedas de energia das últimas semanas foi necessário a aplicação de medidas mais incisivas.

A primeira medida será a oficialização das reclamações por meio de uma ação coletiva, juntando em um único processo todos os registros realizados no órgão, de modo que será possível verificar a perda que a população teve devido a crise de energia das últimas semanas. Na segunda medida, a finalidade é de priorizar os atendimentos e julgamentos dos processos administrativos que tramitam no Procon relacionados à Enel. O valor da multa pode chegar até R$10,2 milhões.

Continua após a publicidade

“Sabemos que parte da população acaba desistindo do registro da reclamação por acreditar que exista morosidade e muita burocracia dentro do processo. A abertura desses documentos é importante porque eles atestam as medidas punitivas do órgão contra a fornecedora de energia elétrica”, explica o superintendente do Procon Goiás.

O consumidor deverá registrar a sua reclamação junto à empresa antes de entrar em contato com o Procon. E então, poderá acionar o Procon Goiás via Procon Web ou agendar o atendimento presencial pela mesma plataforma.

Saiba o que fazer caso tenha sido prejudicado pelas recentes quedas de energia.

Veja Também