“Justiça” com próprias mãos: idoso é morto por populares após falsa denúncia de pedofilia

Postado em: 03-12-2021 às 18h01
Por: Fernanda Santos
Idoso conhecido como "Vô" havia urinado em calçada, quando mulher se revoltou e decidiu acusá-lo falsamente | Foto: divulgação /PCMG

Um idoso de 63 anos foi linchado por moradores de um bairro em Belo Horizonte, após ser acusado falsamente de pedofilia. O caso ocorreu no dia 17 de setembro, na Vila Andiroba, mas os detalhes só foram divulgados na última segunda feira (29/11), pela Polícia Civil.

Criminosos que atuam na região receberam a denúncia, que partiu de uma mulher que tem ligação com o tráfico. Após o idoso ser espancado até a morte por populares, os traficantes locais e a polícia descobriram que se tratava de uma denúncia falsa.

Segundo a delegada Mônica Carlos, que está à frente do caso, a mulher que denunciou teria passado com o filho em uma calçada no momento em que o idoso, conhecido na região como “Vô”, estava urinando. Ela denunciou o falso crime de pedofilia aos criminosos, que não fizeram nada, pois descobriram que a denúncia era falsa. No entanto, quando a notícia se espalhou, moradores decidiram fazer justiça com as próprias mãos.

Além da mulher, outras sete pessoas foram tiveram a prisão solicitada à Justiça, pela Polícia Civil. Até a última quinta-feira (25/11), três homens foram detidos. Uma arma chegou a ser apreendida. Outros cinco suspeitos, entre eles a mulher que teria espalhado o boato, ainda não foram localizados.

Compartilhe: