PM é denunciado por sacar arma e ameaçar grupo de amigas após assédio, em Águas Claras

Postado em: 11-12-2021 às 13h49
Por: Maria Paula Borges
Segundo informações, policial teria passado a mão nas nádegas de uma das mulheres e ela reagiu | Foto: Divulgação/PCDF

Um policial militar foi denunciado por um grupo de mulheres. O caso aconteceu na noite da última sexta-feira (11/12), em que o policial teria passado a mão nas nádegas de uma das mulheres e, após a reação, sacou uma arma e apontou para o grupo de amigas. O cenário do acontecido foi um bar de Águas Claras e caso foi registrado na 21ª Delegacia de Polícia (DP).

Segundo a mulher alvo da importunação sexual, o homem “passou por trás e passou a mão lentamente” nas nádegas dela. Além disso, em outro momento, ela foi ao banheiro e, quando retornava, ele apertou a cintura dela. Diante dos acontecimentos a mulher reagiu dizendo para ele não encostar nela.

Após a reação, o homem teria sacado a arma e apontado para ela e as amigas. Então, a mulher acionou o segurança do local que chamou a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Entretanto, ele rebateu dizendo que estava “doidão” e que poderia levá-lo para a corregedoria que não iria dar em nada, em seguida afirmou ser policial civil”.

As outras mulheres que estavam com a vítima prestaram depoimento e relataram a mesma história. Uma delas destacou ainda que o policial retornou para pedir desculpas, mas alertou que não iria “dar em nada” pois ele “conhece todo mundo”.

Já na delegacia, foi apurado que o homem é, na verdade, policial militar. As mulheres optaram por representar contra o PM pelo crime de ameaça. Ele foi conduzido ao quartel.

Compartilhe: