PC prende suspeitos de aplicarem golpes na venda de carros usando nomes de laranjas, em Goiânia

Postado em: 15-12-2021 às 11h03
Por: Ícaro Gonçalves
Os criminosos causaram um prejuízo de aproximadamente R$ 40 mil às vítimas | Fotos: Divulgação/ PCGO

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) prendeu nessa terça-feira (14/12) dois homens de Goiânia suspeitos de integrarem uma associação criminosa que vendia carros na internet em nomes de “laranjas”, mas com procurações em seus nomes. Após as vendas, os suspeitos localizavam as vítimas, apresentavam as procurações e pegavam os veículos de volta, deixando os compradores no prejuízo.

A investigação ocorreu por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA). Segundo o inquérito, os “laranjas” eram comparsas dos suspeitos e implantavam rastreadores nos veículos antes de vende-los.

Depois de alguns dias da venda, os investigados usavam a procuração do veículo em seus nomes como álibi, afirmando serem os verdadeiros donos dos veículos. Diziam ao comprador que ele havia caído em um golpe ou que se trata de um veículo locado, e assim, pegavam o carro que volta para a posse da associação criminosa.

Foram presos Vinícius Alleixo Gomes de Moura e João Pedro de Souza. Outro suspeito de integrar o grupo já havia sido preso pelas equipes de policiais da DERFRVA no início do mês de outubro. Até o momento, foram identificados quatro golpes realizados pelo grupo criminoso, que causou um prejuízo de aproximadamente R$ 40 mil às vítimas.

A investigação prossegue no intuito de identificar outros integrantes do grupo, bem como outras vítimas. As imagens e os nomes dos investigados foram divulgados pois há a suspeita de que tenham cometidos outros crimes, o que pode ajudar no surgimento de novas vítimas (em conformidade com os ditames da Lei nº 13.869/2019 e Portaria nº 547/2021- PCGO).

Suspeitos presos pela PCGO | Imagens: Divulgação/ PCGO
Compartilhe: