Em incentivo à doação de medula óssea, TJGO disponibiliza transporte para os voluntários

Postado em: 15-12-2021 às 16h18
Por: Giovana Andrade
Servidores e magistrados serão levados até o Hemocentro Estadual em vans disponibilizadas pelo órgão; campanha faz parte da Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea. | Foto: Divulgação

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), a fim de incentivar a doação de medula óssea entre servidores e magistrados do órgão, disponibiliza, entre os dias 14 e 21 de dezembro, vans para levar os doadores até o Hemocentro Estadual, localizado no Setor Coimbra, em Goiânia. A campanha, realizada em parceria com o Sindicato dos Servidores e dos Serventuários da Justiça do Estado de Goiás (Sindijustiça) e a Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), faz parte das ações da Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea.

Na sede do TJGO, no Setor Oeste, as vans ficarão disponíveis no térreo do estacionamento de veículos dos servidores. Nesta quarta-feira (15/12), a van sairá do TJGO às 14:30 e 16:30. Na quinta (16), também do TJGO, as saídas ocorrems às 9, 11, 13 e 15 horas. Já nos agendamentos dos fóruns cível e criminal, foram disponibilizados três horários de saída dos carros: 12:00, 14:00 e 16:00 horas. Os magistrados e servidores do TJGO podem agendar pelo número 3236-5343; os do Fórum Cível, pelo telefone 3018-6130; e os do Fórum Criminal, pelo telefone 3018-8050.

A Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea foi instituída pela Lei Nº 11.930/2009 e orienta que sejam desenvolvidas atividades de esclarecimento e incentivo à doação de medula. A medula óssea é um tecido líquido-gelatinoso que ocupa as cavidades dos ossos, onde são produzidos os componentes do sangue, como leucócitos (glóbulos brancos), hemácias (glóbulos vermelhos) e plaquetas.

Pessoas em tratamento de doenças relacionadas com a fabricação de células do sangue e com deficiências no sistema imunológico podem ter o transplante como única esperança de cura. As principais são: leucemias originárias das células da medula óssea, linfomas, doenças originadas do sistema imune em geral, dos gânglios e do baço e anemias graves, dentre outras.

O Ministério da Saúde definiu alguns critérios para o processo de doação de medula óssea. O doador precisa ter idade entre 18 e 55 anos, estar em bom estado de saúde, preencher uma ficha com informações pessoais e coletar uma amostra de sangue com cinco ml para testes de compatibilidade. Antes da doação, o voluntário faz um rigoroso exame clínico, incluindo exames complementares, para confirmar o seu estado de saúde.

Compartilhe: