Projeto levou cultura no combate à corrupção a 10 mil alunos da rede pública de ensino

Postado em: 27-12-2021 às 08h30
Por: Daniell Alves
Iniciativa busca instruir alunos e permitir que repassem valores de igualdade, cidadania, ética e honestidade \ Foto: Reprodução

Nos primeiros anos do projeto Educação de Valores, desenvolvido na rede pública de ensino de Rio Verde, foram tratados com os alunos os temas ‘Código de ética para as escolas’, ‘Campanha sobre conduta ética nas escolas’ e ‘O uso da Internet’. O objetivo é despertar nas crianças e adolescentes a importância de um comportamento ético desde o ambiente familiar e escolar até a vida em sociedade. Neste ano, a ação foi ampliada e beneficiou mais de 10 mil alunos em todo o Estado. 

O projeto Educação de Valores é idealizado pela promotora de Justiça Renata Dantas de Morais e Macedo. “A expectativa é que, em 2022, possamos chegar a 100% da rede estadual. E, quem sabe, abrir o projeto para que escolas das redes municipais de outras cidades e até da rede privada possam ter acesso ao material e difundir a iniciativa em suas unidades”, observa Renata Dantas. 

De acordo com a Secretaria de Educação do Estado (Seduc), com a ampliação, o Educação de Valores deve beneficiar a longo prazo cerca de 53 mil crianças de 10 a 12 anos de idade, alunos do 6º ano do Ensino Fundamental da rede pública estadual de ensino de Goiás. Para a titular da pasta, Fátima Gavioli, a ação deve impactar a vida dos estudantes. “Esse projeto deverá ser marcante para a Educação de Goiás, pois ele fala sobre temas fundamentais para a vida”, ressaltou a secretária da Educação.

EaD

Em razão da pandemia da Covid-19, as atividades do projeto foram desenvolvidas neste ano, mais uma vez, no sistema de ensino a distância (EaD), com apresentação do conteúdo e o encaminhamento dos trabalhos por meios virtuais. Das escolas participantes, alunos de 12 delas já enviaram as tarefas propostas durante os módulos. O material é publicado no Instagram do Educação de Valores: @educacaovalores. 

As escolas contempladas com o projeto neste ano foram previamente escolhidas pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc), numa seleção que buscou abranger unidades de ensino em todas as regiões do Estado. 

Para viabilizar a implantação, foi celebrado um termo de cooperação entre o MPGO e a Seduc, que contou com o apoio do Centro de Apoio Operacional, por meio das Áreas da Infância, Juventude e Educação e do Patrimônio Público e Terceiro Setor.  

Valores de igualdade e cidadania 

Voltado para crianças de 10 a 12 anos que frequentam o 6º ano da 2ª fase do ensino fundamental, o Educação de Valores tem como objetivo o combate primário à corrupção. De acordo com Renata Dantas, por meio da educação, busca-se instruir crianças e permitir que elas sejam multiplicadoras e repassem, para suas famílias e para aqueles com quem se relacionam em sociedade, valores referenciais de integridade, a exemplo da igualdade, da cidadania, da ética, da honestidade, da solidariedade, da empatia, entre outros.

Em Rio Verde, o projeto alcançou, em 2020, 32 escolas públicas do município (redes estadual e municipal) que oferecem o 6º ano da segunda fase do ensino fundamental. Foram unidades tanto da zona urbana quanto da rural, incluindo as unidades dos Distritos de Riverlândia e Lagoa do Bauzinho, totalizando mais de 2,8 mil alunos mobilizados. 

Já no ano passado, em razão da pandemia da Covid-19, as atividades foram reformuladas para o formato de videoaula. Foram elaborados três módulos, abordando os conteúdos priorizados no projeto: Solidariedade, Empatia e Respeito à Diferença; Ética na Escola e nas Relações Interpessoais e Corrupção.

Compartilhe: