Sexta-feira, 03 de fevereiro de 2023

Campanha arrecada alimentos e roupas para famílias desabrigadas no Nordeste Goiano

Governo estadual e Central Única das Favelas de Goiás (CUFA) se fazem presentes

Postado em: 03-01-2022 às 09h51
Por: Daniell Alves
Governo estadual e Central Única das Favelas de Goiás (CUFA) se fazem presentes | Foto: Reprodução

Em estado de calamidade pública, cidades do Nordeste Goiano precisam de ajuda após as fortes chuvas. Diversas famílias tiveram as casas invadidas pela água e acabaram perdendo tudo, como móveis, roupas e alimentos. A Central Única das Favelas de Goiás (CUFA) criou a campanha Socorra o Nordeste Goiano para ajudar as famílias. Pode ser doada qualquer quantia via pix. A chave é o e-mail: [email protected]

Os moradores afetados estão distribuídos nas cidades de Colinas do Sul, Cavalcante, Monte Alegre de Goiás, Campos Belos, Divinópolis de Goiás, São Domingos, Iaciara, Formoso, Niquelândia, São João D’Aliança, Guarani, Flores de Goiás, Teresina de Goiás e Alto Paraíso. 

Dentro das comunidades, toda ajuda é bem-vinda. Diversos voluntários têm contribuído com as famílias nesse momento tão difícil. Alimentos e roupas estão sendo distribuídos. Já nas regiões mais isoladas, barcos e helicópteros realizam o transporte. Contudo, um dos maiores desafios é a chuva constante, que tem dificultado o acesso a regiões mais distantes. 

Continua após a publicidade

O município de Cavalcante começou a receber doações de roupas e água potável. O aumento casos de gripe na região demanda mais remédios e as contribuições podem ser feitas através da Secretaria de Assistência Social da cidade pelo telefone (62) 34941074. 

Cestas 

O Estado também tem contribuído com doações no Nordeste Goiano. Cerca de 1.900 cestas básicas foram doadas. Na última sexta-feira (31), o governador Ronaldo Caiado visitou Teresina de Goiás para acompanhar a execução do plano de contingência formulado. O objetivo é reduzir os transtornos à população causados pelas precipitações pluviométricas. Foi montada uma base para dar auxílio às famílias atingidas na região da Chapada dos Veadeiros. 

Atualmente, há uma rota alternativa, já que alguns locais estão interditados por conta da chuva. Para acessar a rota alternativa, os motoristas devem sair do município de Alto Paraíso pela GO-239 e seguir até Colinas do Sul. De lá, acessar a GO-132 e sair à direita na via vicinal que dá acesso a Cavalcante e aos demais municípios da região da Chapada dos Veadeiros, como Teresina de Goiás e Monte Alegre de Goiás. Todo o trajeto está sendo sinalizado pela Goinfra, que vai realizar melhorias para o tráfego na via vicinal, como levantamento de greide e cascalhamento do trecho. (Especial para O Hoje)

Segurança alimentar 

Neste ano, o Estado serviu 3,2 milhões de refeições nas 13 unidades do Restaurante do Bem, em Goiânia e no interior, e doou mais de um milhão de cestas básicas desde o início da Campanha de Combate à Propagação do Coronavírus, sendo 513 mil apenas em 2021. Por meio do Banco de Alimentos da OVG, que funciona em parceria com as Centrais de Abastecimento de Goiás (Ceasa) e Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), cerca de 45 mil pessoas foram beneficiadas. Desde que a OVG assumiu a unidade, 3,5 mil toneladas de frutas, verduras e legumes in natura foram destinados, semanalmente, a 250 instituições sociais e 2.526 famílias cadastradas.

População pode solicitar benefícios 

Estar em situação de vulnerabilidade social e residir em um dos 246 municípios goianos são critérios fundamentais para receber benefícios da OVG. A Organização prioriza o atendimento de idosos, crianças e pessoas com deficiência.

Para quem mora na Capital, a solicitação de doações deve ser feita na sede da OVG, na Avenida T-14, nº 249, no Setor Bueno. Quem reside no interior, deve procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de seu município, que fará o pedido para a OVG. É necessário apresentar a Folha do Resumo do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); documento de identificação com foto do beneficiário e CPF; comprovante de endereço e de renda da pessoa favorecida e de quem resida com ela e tenha mais de 18 anos de idade.

Veja Também