Leitos pediátricos para Covid estão 100% ocupados em Goiás

Postado em: 15-01-2022 às 08h39
Por: Maiara Dal Bosco
Segundo a SES, a expectativa é de que, na próxima semana, mais 10 leitos de UTI sejam abertos para crianças infectadas pelo coronavírus. | Foto: Reprodução

Sem vagas. Essa é situação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e de Enfermaria Pediátricas destinadas ao tratamento da Covid-19 sob gestão do Estado. Ao todo, segundo atualização de sexta-feira (14) do painel Covid-19 da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), a taxa de ocupação tanto da UTI e quanto da Enfermaria Pediátricas estão em 100%. No caso da UTI, em que há 11 leitos, nove encontram-se ocupados e dois bloqueados. No caso da Enfermaria, onde há 29 leitos, nove estão ocupados e outros 20 bloqueados.

De acordo com a SES-GO, os 11 leitos críticos dedicados aos casos de Covid-19 Pediátricos estão localizados no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. Segundo a pasta, a expectativa é de que, na próxima semana, mais 10 leitos de UTI sejam abertos para crianças infectadas pelo coronavírus, desta vez no Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad), também na Capital.

Vacinação

Anunciada no último dia 05, a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos contra a Covid-19 tem estimativa para ser iniciada na próxima semana. Na última quinta-feira (13), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, publicou em uma rede social que as vacinas chegariam ao Estado na madrugada de sexta. “A quinta começa com notícia boa. 44.300 doses de vacina pediátrica chegam em nosso Estado nesta madrugada, 01h30 da manhã. As doses serão utilizadas em crianças de 11 anos, com a idade sendo reduzida gradativamente para as demais faixas etárias”, disse.

Contudo, na noite da última quinta-feira (13), a SES-GO comunicou que o Ministério da Saúde atrasou o envio das doses ao Estado. Em nota, a pasta afirmou que a previsão era de que as vacinas estivessem disponíveis ainda sexta. “A SES-GO preparou toda a logística para envio, em tempo oportuno, das doses aos municípios. O objetivo é que na segunda-feira (17), todo o território goiano esteja abastecido para início da campanha para o público de 11 anos de idade, a depender da chegada das doses”, diz a nota.

Brasil

Na sexta (14), em coletiva de imprensa, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, reafirmou a previsão de que os estados e o Distrito Federal receberão as doses da vacina pediátrica da Pfizer em até 48 horas. Até as 13h de sexta, pelo menos 13 estados já haviam recebido as doses pediátricas do imunizante da farmacêutica, entre eles, Amazonas, Maranhão, Rondônia, Tocantins e Pará.

São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Paraíba, Ceará, Pernambuco e Minas Gerais também já receberam a carga. A previsão é que a distribuição das doses fosse finalizada até o final de sexta. A remessa, composta por 1,2 milhão de doses, pousou na madrugada da última quinta-feira (13) no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Segundo o secretário da pasta, mudanças na logística dos voos não afetarão o início da vacinação pediátrica que estava previsto para janeiro.

“O Ministério da Saúde tem feito todo um esforço para disponibilizar as vacinas o mais rápido possível. Se, eventualmente, algum Estado não recebeu na data ou horário previamente programados foi por algo que fugiu ao controle do Ministério. Mesmo assim, os estados receberão, com a essa expectativa: em 48 horas desde a chegada das vacinas”, contou Rodrigo Cruz.

Cruz informou ainda que enviou um ofício às unidades federativas comunicando a liberação do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS). Dessa forma, as vacinas já estão aptas a serem aplicadas. Ainda na quinta-feira (13), o Ministério da Saúde conseguiu antecipar junto à farmacêutica Pfizer um novo lote com 1,2 milhão de doses de vacinas pediátricas contra a Covid-19. A previsão é que a nova remessa chegue ao Brasil no domingo (16), para dar continuidade à imunização de crianças entre 5 e 11 anos. Até o dia 27 de janeiro, outro lote com 1,8 milhão de doses de vacinas também deve chegar ao Brasil. (Especial para O Hoje)

Compartilhe: