Mães de crianças autistas denunciam Unimed Goiânia ao Procon por má prestação de serviço

Após receber notificação do Procon Goiás nesta quarta-feira (9/2), o plano de saúde Unimed Goiânia deverá prestar esclarecimentos sobre denuncias de má

Postado em: 10-02-2022 às 08h43
Por: Ícaro Gonçalves

Após receber notificação do Procon Goiás nesta quarta-feira (9/2), o plano de saúde Unimed Goiânia deverá prestar esclarecimentos sobre denuncias de má prestação de serviços direcionados à crianças autistas. Os pedidos de esclarecimentos decorreram de diversas denuncias feitas por mães de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) que afirmaram ao Procon enfrentarem demora no diagnóstico e início dos tratamentos de seus filhos.

As mães alegam que o bom desenvolvimento das crianças pode estar sendo afetado por possíveis falhas no atendimento prestado pelo plano. Dentre os relatos apresentados ao órgão, chamou atenção o caso da mãe que viu o seu filho regredir drasticamente, parando de se comunicar e perdendo a autonomia para executar tarefas básicas diárias, como ir ao banheiro, após mudança no tratamento.

O grupo exige que os filhos tenham o tratamento adequado e com equipe multidisciplinar capacitada, conforme consta na Lei Federal n°12.764/2012, que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Continua após a publicidade

Grupo de mães em reunião no Procon Goiás

Notificação

O Procon Goiás pediu, entre outras demandas, um relatório que informe os valores pagos pelo plano de saúde aos profissionais credenciados. Todos os esclarecimentos devem ser prestados detalhadamente em até 5 dias pela empresa. O descumprimento implica na aplicação das sanções administrativas cabíveis.

Segundo o superintendente do Procon Goiás, Alex Vaz, as crianças com TEA merecem ter a sua dignidade e seus direitos respeitados. “O Procon Goiás não medirá esforços, em sua atuação, com vistas a garantir um tratamento digno e adequado que assegure o desenvolvimento dessas crianças e o cumprimento de seus direitos na prática”, afirma.

Entre os pedidos de esclarecimentos, estão:

  • Esclarecimentos quanto ao teor das referidas denúncias;
  • Quantidade de profissionais cadastrados pela Cooperativa Unimed para atendimento aos pacientes conveniados com TEA;
  • Quantidade de Pacientes Conveniados autistas em atendimento/tratamento na data da entrega desta notificação;
  • Quantidade de Pacientes Conveniados autistas que aguardam atendimento/tratamento na fila de espera na data da entrega desta notificação, entre outros esclarecimentos;

Repercussão

Nas redes sociais de O Hoje, mães e usuários do plano de saúde reclamam dos serviços oferecidos. “Unimed pediátrica está caótica, imagino para atendimentos específicos como para essas crianças com TEA. E a mensalidade nas alturas como sempre!”, afirmou uma usuária.

Posicionamento

Na manhã de quinta-feira (10/2), a reportagem havia tentado contato com a Unimed Goiânia por telefone, mas não obteve retorno. No final do dia, o plano emitiu nota de esclarecimento ao jornal O Hoje sobre o caso. Confira o documento na íntegra a seguir:

A Unimed Goiânia comunica que possui uma ampla rede credenciada com 16 prestadores contratados diretamente pela operadora para a prestação dos serviços que envolvem as terapias especiais aos beneficiários com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A Cooperativa informa que segue as orientações normativas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que determina o rol de procedimentos de cobertura dos planos de saúde e os seus parâmetros para valores de remuneração da rede. Ressalta ainda que o corpo clínico do prestador não possui vínculo direto com a operadora, que é de responsabilidade exclusiva da empresa contratada.

O compromisso da operadora, bem como o assumido por seus prestadores, é o de proporcionar a melhor experiência de atendimento aos seus beneficiários. Cabe, portanto, à eles, a responsabilidade pela disseminação dessa missão. Caso seja constatada alguma situação adversa ao “Jeito de Cuidar” da Unimed Goiânia, a operadora se compromete a avaliar a substituição de qualquer prestador da rede. Em casos específicos de denúncias/reclamações sobre qualquer dos prestadores da rede que atendem os beneficiários com TEA, a Unimed Goiânia reforça que possui canal de atendimento exclusivo para essa tratativa.

Por fim, a Cooperativa informa que prestará todos os esclarecimentos necessários e os documentos cabíveis ao PROCON, que comprovam a sua boa conduta no oferecimento de atendimento aos seus beneficiários.

Veja Também