Delegado goiano é acusado de deixar expediente para ‘curtir’ churrasco em casa de cantor sertanejo

Além de usar o equipamento e munição do Estado, o delegado teria participado do evento em seu horário de expediente.

Postado em: 11-02-2022 às 09h16
Por: Redação
Além de usar o equipamento e munição do Estado, o delegado teria participado do evento em seu horário de expediente | Imagens: Reprodução/Redes sociais.

O delegado da Polícia Civil (PCGO) Arthur Fleury se envolveu em um polêmica na última quarta-feira (9/2) após, segundo constam denúncias, ter deixado seu expediente na delegacia para ir a uma festa na casa do cantor sertanejo Rodrigo Gher, da dupla George Henrique e Rodrigo. Em suas redes sociais, o delegado publicou vídeos ostentando um fuzil IA2, que seria de uso da corporação, mas que foi usado de forma recreativa pelo delegado e pelo cantor para dar tiros na fazenda.

Além de usar o equipamento e munição do Estado, o delegado teria participado do evento em seu horário de expediente. Em vídeos publicados por outros integrantes da festa, é possível ver o momento em que o delegado chega à fazenda de helicóptero. Além de whiskys e diversas outras bebidas, a festa contou com churrasco com peças de picanha avaliadas em R$ 5 mil cada.

Assista aos vídeos:

Continua após a publicidade

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil de Goiás na manhã desta sexta-feira (11/2), para questionar a veracidade das denúncias, se o evento ocorreu no horário de trabalho do delegado, e se o armamento utilizado de fato pertencia à corporação. Porém, a PCGO informou que não irá se manisfestar sobre o caso. O espaço permanece em aberto.

NOTA

A Polícia Civil de Goiás informa que o caso se encontra sob análise da Gerência de Correições e Disciplina da PCGO, que está apurando os fatos como postos, e, tão logo seja possível, comunicará à sociedade o resultado de sua investigação.

Veja Também