Mais de 100 escolas e Cmeis de Goiânia podem paralisar aulas nesta terça (15) em protesto por reajustes salariais; veja a lista

Os servidores municipais reclamam do não pagamento da data-base, e do piso nacional ao magistério.

Postado em: 14-02-2022 às 12h28
Por: Ícaro Gonçalves
Os servidores municipais reclamam do não pagamento da data-base, e do piso nacional ao magistério | Foto: Reprodução

A partir das 9h desta terça-feira (15/2), o Sindicato Municipal dos Servidores da Educação de Goiânia (Simsed) dará início a uma paralisação e assembleia-geral no Paço Municipal da capital. A ação deverá cobrar o pagamento do data-base aos servidores administrativos e o piso-salarial nacional do magistério municipal, além de outros pontos.

Segundo dirigentes do Simsed, mais de 50 escolas e Cmei’s do município já confirmaram a paralisação de suas atividades do decorrer da assembleia. Os servidores municipais reclamam do não pagamento da data-base, direito garantidos aos funcionários, além cobrarem a aplicação do reajuste do piso ao magistério, definido em 33,24% pelo Governo Federal.

Em entrevista ao jornal O Hoje, o coordenador-geral do Simsed, Antônio Gonçalves, afirmou que os servidores administrativos estão desde 2019 sem o reajuste previsto em lei, e os professores aguardam desde o inicio de janeiro pelo cumprimento do piso-salarial da categoria. “Notamos uma má vontade por parte da Prefeitura em cumprir o que rege a legislação. Nós já fizemos um outro movimento em janeiro desde ano, no qual nos reunimos com o secretário municipal de Educação para apresentar as demandas, mas desde então não tivemos nenhum retorno”.

Continua após a publicidade

Antônio afirma que os atrasos no cumprimento dos reajustes não ocorrem por falta de verba do município. “Sabemos que os valores da União destinados à Prefeitura via Fundeb não foram totalmente utilizados. Além disso, com os novos ajustes na arrecadação municipal, como o do IPTU, a Prefeitura dispõe de maiores recursos. Não há desculpa para o descumprimento dos direitos dos trabalhadores da educação”.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (SME) informou que não reconhece a autonomia legal do Simsed como representante das categorias, e que as negociações e paralisações só cabem ao Sintego e ao SindiGoiânia, entidades já reconhecidas pelo Poder Público municipal.

A SME informou ainda que não prevê paralisação de escolas na terça-feira (15), e que profissionais que aderirem ao movimento podem ter o ponto cortado, uma vez que o sindicato não é reconhecido. “A SME Goiânia informa que os temas em questão estão sendo discutidos com o Sintego e com o SindiGoiânia, sindicatos legalmente representantes das categorias profissionais do município. A pasta ressalta ainda que uma nova reunião para discutir a data-base e o piso salarial dos professores está marcada para esta semana”, informou a Secretaria em nota.

Até a manhã desta segunda (14), ao menos 58 instituições de ensino da capital já haviam confirmado a paralisação, segundo a direção do Simsed. Confira a lista a seguir:

1. Engenheiro Robinho;

2. Pedro Ciriaco;

3. CMEI Minervina;

4. CMEI Hugo de Morais;

5 .E.M. Maria Cândida Figueiredo

6. E.M. José Alves Vila Nova no matutino vai paralisar (vão definir vespertino e noturno hoje, nos respectivos horários)

7. E. M. Profa Deushaydes Rodrigues de Oliveira

8 E M Recanto do Bosque

9 E.M.P.Leonísia N. de Almeida

10 E.M.Solar Ville

11. EMTI Zevera.

12. Neivio Rocha

13. Maria Helena Bretas

14. Olegário

15. EM Amâncio Seixo de Brito

16. EM Joel Marcelino de Oliveira;

17. Monteiro Lobato

18. E.M. MMarcos Antonio Dias Batista

19. EMTI Maria Araújo de Freitas.

20.EM Madre Francisca

21. Georgeta Rivalino Duarte

22. Escola Neio Lúcio Naciff

23. CMEI Recanto do Saber

24- Escola Municipal Santo Antônio

25 – Escola de Tempo Integral Vila Rosa

26 Regina Helou

27. Rui Rodrigues

28. Creche Caetano Foglia

29. Bernardo Elis.

30. Angelina Pucci,

31. EM César da Cunha Bastos

32. Dalisia Dolles.

33. Patrícia Rodrigues

34. Escola Municipal Maria da Terra.

35. CEI Sefarim

36. CEI Juliana Pires

37. EMTI SIRLENE DE ANDRADE

38. Escola Municipal São José

39. E. M. Alto do Vale

40. João Braz (vespertino)

41. CMEI Atheneu Dom Bosco

42. Escola Mul.Professora Antônia Maranhão do Amaral

43. Cmei deputado Solon Batista Amaral

44.E.M. Dom Fernando Gomes

45. E. M. Arão Fernandes de Oliveira

46. E. M. Vicente Rodrigues do Prado.

47. E. M. Jarbas Jaime

48. Cmei Ipê amarelo

49. E.M Rui Barbosa

50. CMEI 13 de Maio.

51. CMEI Ligya Rassi

52. Escola Municipal Eli Brasiliense (por enquanto *Vespertino* – o matutino irá decidir na segunda)

53- Escola M. Virginia Gomes Pereira.

54 – EM Agripina Teixeira.

55. CMEI Jardim Goiás

56 – EM Antônio Félix

57. EM Prof. Marília Carneiro

58. CMEI Consuelo Nasser

Veja Também