Estudante compartilha foto de arma de fogo e ameaça fazer “chacina” em colégio de Rio Verde

A Polícia Militar foi até a caso do estudante e descobriu que, na verdade, se tratava de uma arma de brinquedo

Postado em: 17-02-2022 às 15h22
Por: Augusto Sobrinho
A Polícia Militar foi até a caso do estudante e descobriu que, na verdade, se tratava de uma arma de brinquedo | Foto: Reprodução

Alunos do Colégio Estadual Martins Borges, em Rio Verde, no sudoeste do Estado, passaram por momentos de desespero, na manhã desta quinta-feira (17/02). Isso porque um dos colegas de classe compartilhou a foto de uma arma de fogo em um grupo de WhatsApp e, com isso, anunciou que faria uma chacina na escola. Então, a Polícia Militar (PM) foi acionada e o estudante apreendido.

Os policiais receberam uma denúncia anônima e foram até a escola para se encontrarem com o diretor da unidade, Tairo Vieira Ferreira, que informou que o aluno cursava o 1º ano do ensino médio e, além disso, o endereço onde ele residia. Com os prints, a PM foi até o local e descobriu que, na verdade, se tratava de um simulacro preto, ou seja, uma arma de brinquedo.

O estudante, que estava acompanhado da mãe, foi encaminhado à Central de Flagrantes da Polícia Civil de Rio Verde e o celular e o brinquedo apreendidos. O Coronel Carvalho informou que solicitaram a internação provisória do adolescente devido aos fatos cometidos. Além disso, a Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) informou estar acompanhando o caso. Confira a nota:

Continua após a publicidade

“A Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), por meio da Superintendência de Segurança Escolar e Colégio Militar e da Coordenação Regional de Educação (CRE) de Rio Verde, acompanha a ocorrência envolvendo estudante do Colégio Estadual Martins Borges e contribui com as autoridades, a cargo de quem está a situação. 

Para além de aguardar que as circunstâncias sejam resolvidas da melhor forma possível pelas autoridades civis e militares, a Secretaria Estadual da Educação informa que, sob a orientação da Superintendência de Segurança Escolar e Colégio Militar, o colégio está sendo orientado dentro do Protocolo de Segurança Escolar, documento que norteia as escolas nas questões envolvendo a segurança no ambiente escolar”

Veja Também