Lojas Americanas deve indenizar mulher que teve que levantar a camisa para ser revistada pelo gerente

Caso aconteceu em 2019, mas condenação é de 11 de fevereiro de 2022

Postado em: 17-02-2022 às 17h33
Por: Maria Paula Borges
Caso aconteceu em 2019, mas condenação é de 11 de fevereiro de 2022 | Foto: reprodução

A rede de varejo Lojas Americanas terá que indenizar uma consumidora que teve que levantar a camisa para ser revistada por um gerente na saída de uma unidade, em Goiânia. A indenização é avaliada em R$ 20 mil por danos morais e a sentença narra que o gerente pediu que a mulher devolvesse qualquer produto que teria pegado ou contasse caso tivesse devolvido.

Por meio de nota, a rede afirmou que repudia qualquer ato de desrespeito e que “realiza treinamentos periódicos para melhor qualificar suas equipes, incluindo temas como ética e atendimento”, além de afirmar que irá recorrer da decisão.

Segundo a cliente, ela entrou em uma das lojas com uma amiga para comprar um caderno, mas que, devido aos altos preços, decidiu não adquirir o produto. Na saída, o gerente abordou as duas dizendo que elas estavam com “atitude suspeita”.

Continua após a publicidade

As duas foram levadas para o canto da loja, onde o gerente pediu que elas levantassem as camisas, mostrando suas barrigas e cinturas e que mostrassem o que tinha dentro das mochilas. “Se vocês pegaram alguma coisa devolvam agora! Ou se vocês já devolveram falem agora para a gente”, teria dito.

De acordo com o juiz Sebastião José de Assis Neto, a situação foi vergonhosa, uma vez que “pessoas conseguiam ver o constrangimento que as duas garotas passaram”.

A sentença com a condenação é do dia 11 de fevereiro de 2022, entretanto, o caso aconteceu em 2019.

Veja Também