Defesa Civil e Amma monitoram Morro do Mendanha após novo deslizamento de terra

Moradora do local, que não quis se identificar, afirma que não é a primeira vez que isso acontece

Postado em: 19-02-2022 às 08h41
Por: Redação
Moradora do local, que não quis se identificar, afirma que não é a primeira vez que isso acontece | Foto: Pedro Pinheiro

A forte chuva que caiu em algumas partes de Goiânia na última semana causou um novo deslizamento de terra no Morro do Mendanha. Segundo a Defesa Civil da Capital, moradores da Rua Mantiqueira, que fica no bairro Jardim Petrópolis, ficaram assustados porque moram bem em frente ao local do acidente. A Defesa Civil informou que foi ao local em que parte da terra desceu e avaliou se há riscos aos moradores. No entanto, a Prefeitura de Goiânia divulgou que ninguém se machucou e que não foram registrados danos materiais.

Uma moradora e comerciante do local, que não quis se identificar, afirma que mora no local há 30 anos e que não é a primeira vez que isso acontece, fato que deixa os moradores da região preocupados “Esse problema é recorrente. No final do ano, em dezembro, houve um deslizamento muito maior. Nunca teve uma solução definitiva para o problema e continua acontecendo. Dessa última vez, entrou água dentro da minha casa, acabou com tudo e ninguém fez nada para tomar providências”, disse a moradora.

A Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) realizou a interdição parcial da rua. A medida preventiva foi tomada justamente porque havia esse risco de deslizamento, alertado à época pela Defesa Civil. De acordo com um comunicado expedido pela Prefeitura de Goiânia, a Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) já tomou medidas para evitar deslizamentos, como a poda de copas de árvores para aliviar o peso na terra.

Continua após a publicidade

Medidas emergenciais

De acordo com os profissionais, nestas situações, são feitos dois planejamentos: um emergencial, que já deve ser feito nos primeiros dias de alerta; e outro, em longo prazo.

Segundo Clayton Gontijo, gerente de contenção e recuperação de erosões da Amma, emergencialmente, já está definido que deve ser feita a poda das árvores que estão na encosta para aliviar o peso, evitando a queda das árvores e o deslizamento do solo.

“Emergencial, a poda das árvores que estão aqui mais na margem e também a retirada desses blocos que a olho nu a gente já identifica que estão um pouco soltos. Isso a gente, a prefeitura, através da Amma e da Seinfra, já vai realizar hoje mesmo”, contou.

Ainda de acordo com Gontijo, em longo prazo os técnicos informaram que deve ser feito um estudo mais amplo em toda a área do morro para dar uma solução definitiva ao problema. “Pensando a médio e a longo prazo, vamos diminuir a inclinação do talude. Ele foi cortado, então, se criou um sobrepeso nele. Vamos fazer essa diminuição do talude, o que já vai ser uma medida praticamente definitiva para tirar totalmente de risco essa população”, aponta. (Ítallo Antkiewicz, Especial para O Hoje).

Veja Também