Dois advogados são flagrados em tentativa de repasse de objetos para detentos, em Planaltina de Goiás

A dupla tentava enviar aos detentos com um aparelho celular, um cabo USB e um isqueiro que estavam escondidos dentro de sabonetes.

Postado em: 03-03-2022 às 09h45
Por: Alexandre Paes
A dupla tentava enviar aos detentos um aparelho celular, um cabo USB e um isqueiro que estavam escondidos dentro de sabonetes. | Foto: Policia Penal de Goiás

Na última quarta-feira (2/3), dois advogados foram flagrados na tentativa de repasse de objetos ilícitos para presos da Unidade Prisional Especial de Planaltina de Goiás. Os Agentes Penitenciários realizavam a revista pessoal aos advogados, que estavam no local para atendimento jurídico ao detento. Com eles, foram encontrados um celular, um cabo USB e um isqueiro. Os materiais estavam escondidos dentro de sabonetes.

Segundo a direção do presídio, os advogados, de 22 e 24 anos, afirmaram que seriam responsáveis pelo repasse de itens de higiene ao detento, mas devida a atitude suspeita a equipe prisional realizou a revista. “Nesta hora, um dos jovens demonstrou alto nível de nervosismo, o que levou a ampliação do rigor na revista minuciosa”, destacou Leandro Oliveira.

Após a revista e confirmação de interceptação do aparelho celular e demais objetos, a dupla de advogados foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil. A unidade prisional informou que abriu uma investigação para apurar o caso.

Continua após a publicidade

“Esse rigor na segurança penitenciária responde às determinações do Governo do Estado, em consonância com as políticas de gestão da Secretaria de Segurança Pública e da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária”, completou Leandro Oliveira.

A Ordem dos Advogados do Brasil foi comunicada sobre o ocorrido mas não se pronunciou sobre o assunto.

Veja Também