Demóstenes diz que chegou a São Paulo para check-up e descobriu “perigo de morte súbita”

Advogado afirma que soube na hora dos exames de rotina que estava com "uma obstrução quase total da coronária do tronco principal"

Postado em: 17-03-2022 às 18h12
Por: Augusto Diniz
Advogado afirma que soube na hora dos exames de rotina que estava com "uma obstrução quase total da coronária do tronco principal" | Foto: Arquivo/Agência Senado

O ex-senador, procurador de Justiça aposentado e advogado Demóstenes Torres disse na tarde desta quinta-feira (17/3) ao jornal O Hoje que correu “perigo de morte súbita” ontem em São Paulo. Demóstenes afirmou que chegou ao Hospital Vila Nova Star, na capital paulista, para passar por uma bateria de exames de rotina. Mas, ao fazer o check-up, descobriu “uma obstrução quase total da artéria coronária do tronco principal”, o que significa que ele correu risco de o sangue não chegar a parte do músculo do coração.

“Vim para um check-up, descobriram uma obstrução quase total da coronária do tronco principal. Perigo de morte súbita. Fiz um cateterismo urgente com o implante de um stent”, disse Demóstenes. De acordo com o advogado, o procedimento foi “exitoso”. “Agora é ter um pouco de repouso e logo voltar à rotina. Acho que [fico] no hospital até sábado (19/3) ou domingo (20/3), depois o que a médica mandar”, pontuou.

Em São Paulo, Demóstenes está sob os cuidados de equipe da cardiologista anapolina Ludhmila Hajjar, que é uma das referências nacionais em cardiologia e medicina intensiva. A profissional chegou a ser cotada para a vaga de ministra da Saúde no lugar do ex-deputado federal Luiz Henrique Mandetta (União Brasil-MS) em março de 2021.

Veja Também