Exposições, palestras e novas tecnologias do campo serão destaques no 19º Tecnoshow, em Rio Verde

Postado em: 03-04-2022 às 15h36
Por: Redação
O evento passou por dois anos de interrupção em decorrência da pandemia, mas retorna neste ano de 2022 com o tema “Produtores alimentam cidades” | Foto: Reprodução

A 19º edição da Tecnoshow, um dos mais tradicionais eventos goianos do setor agropecuário, ocorrerá entre os dias 4 e 8 de abril, no Centro Tecnológico Comigo (CTC), em Rio Verde. São esperadas diversas exposições, palestras e a apresentação de cultivares e novas tecnologias do campo, como o BRS Capiaçu e exemplares de pequi sem espinhos.

O evento passou por dois anos de interrupção em decorrência da pandemia, mas retorna neste ano de 2022 com o tema “Produtores alimentam cidades”. A expectativa dos organizadores é receber mais de 115 mil visitantes, com previsão de um montante de R$ 3,4 bilhões em negócios.

Com novidades, o estande da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) irá demonstrar na prática o desenvolvimento do BRS Capiaçu, variedade de capim que tem sido intensamente demandada por pecuaristas devido ao seu alto potencial produtivo para a bovinocultura leiteira. A cultivar foi plantada cerca de três meses atrás em um espaço de dez metros quadrados, onde será possível verificar de perto seu desempenho.

O presidente da Emater, Pedro Leonardo Rezende, pontua que a participação do órgão na Tecnoshow já é tradição. “Desde a primeira edição, o evento conta com nosso estande, em que são montadas diversas unidades demonstrativas de materiais genéticos e tecnologias aplicadas às condições produtivas do Estado”, diz.

Tecnologias e pesquisa

Além do BRS Capiaçu, o estande também irá dispor de uma área plantada com cultivares de capim, arroz e mandioca. Estarão expostas cultivares de arroz de terras altas, cultivadas em áreas favorecidas pelo regime de chuvas ou sob sistema de irrigação por aspersão. Já as amostras de mandioca são provenientes da Estação Experimental da Emater em Porangatu, onde está sendo executada uma pesquisa para disponibilizar materiais da raiz mais bem adaptados para regiões secas, como o Norte e Nordeste Goiano.

O público também irá conhecer de perto as mudas de pequi sem espinhos e demais variedades que serão disponibilizadas em breve aos produtores rurais do Estado. Já as plantas do horto constituem espécies medicinais, aromáticas e condimentares, que são comercializadas a preços acessíveis pela Emater.

Palestras

Todos os anos a Emater leva para a Tecnoshow Comigo uma programação de palestras conduzidas por profissionais do órgão. No dia 05 de abril, terça-feira, às 14h, o zootecnista Fernando Coelho abre um debate sobre recuperação e manejo de pastagens degradadas. O especialista irá apresentar os casos de sucesso de pecuaristas familiares assistidos pela Emater dentro do Projeto Bovinocultura Sustentável.

No dia seguinte, 06 de abril, quarta-feira, às 11h, a tecnóloga em Gestão Ambiental, Isabela Lima, e a engenheira agrônoma, Márcia Maria de Paula, ao lado do engenheiro agrônomo da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Ricardo Carneiro, ministram uma palestra sobre Selo Arte para agroindústrias e processo de Indicação Geográfica.

Já no dia 07 de abril, quinta-feira, às 9h, o técnico e mestre em Piscicultura, Francisco Cabral, irá discorrer sobre piscicultura em tanque escavado e sua viabilidade econômica para o segmento rural familiar. O especialista apresenta também a pesquisa desenvolvida pela Emater em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) com peixes híbridos redondos.

Compartilhe: