Homem de 39 anos em São Paulo é o 1º caso de covid-19 pela variante ômicron XE no Brasil

Postado em: 08-04-2022 às 19h17
Por: Augusto Diniz
Um homem de 39 anos na cidade de São Paulo que está com o esquema vacinal contra covid-19 completo manifestou sintomas leves da doença | Foto: Jucimar de Sousa

O Ministério da Saúde divulgou na quinta-feira (7/4) que o Brasil confirmou o primeiro caso de covid-19 causado pela subvariante XE. De acordo com a pasta, o coronavírus identificado pelo Instituto Butantan é um formato híbrido das cepas BA.1 e BA.2 da ômicron.

Na quarta-feira (6/4), o Instituto Butantan avisou o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) sobre a confirmação do caso em um homem de 39 anos na cidade de São Paulo que está com o esquema vacinal contra covid-19 completo. O tratamento da doença foi feito com isolamento domiciliar. Ele só teria apresentado sintomas leves, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo.

A covid-19 pela subvariante XE da ômicron foi confirmada por meio de um teste RT-PCR em 7 de março. Em nota, a Secretaria de Saúde paulista informou que “o homem permanece sob monitoramento das vigilâncias estadual e municipal de São Paulo”. De acordo com a pasta, a contaminação é “filogeneticamente próxima à linhagem inglesa XE, sugerindo que houve uma importação”.

No mundo

No dia 19 de janeiro, o primeiro caso da ômicron XE foi confirmado no Reino Unido. Até o momento, foram identificados 473 casos da subvariante, 470 deles na Europa e três na America do Norte, antes do caso brasileiro, de acordo com dados da plataforma Gisaid, com dados genômicos de diferentes países.

O Reino Unido confirmou em seu boletim mais recente de variantes do coronavírus causador da covid-19 637 casos de XE.

Compartilhe: